Meteorologia

  • 20 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 21º

Edição

Rio e Rangel foram à praia de fato e até Santana 'pairou'

De fato e gravata, Rui Rio acompanhou Paulo Rangel, também de blazer e sapatos formais, numa ação de campanha na praia de Mira para defender a arte xávega, com o presidente do PSD a ser 'confundido' com Pedro Santana Lopes.

Rio e Rangel foram à praia de fato e até Santana 'pairou'
Notícias ao Minuto

18:55 - 22/05/19 por Lusa

Política Europeias

"Deve ser a primeira vez que venho à praia de fato e gravata", afirmou Rui Rio, quando percebeu que a iniciativa incluía uma ida até à beira-mar para conhecer os problemas desta forma de pesca artesanal à rede.

A seguinte ação de campanha seria uma visita à Biocant, um parque de biotecnologia em Cantanhede, que já justificava o traje formal.

Na praia, os pescadores relataram os problemas da arte xávega, que está incluída nas quotas pesqueiras tradicionais, já tendo conseguido exceções para algumas espécies, como o carapau pequeno.

"Enquanto deputados europeus, a primeira coisa que podemos fazer é, junto do Governo, chamar a atenção para este aspeto (...) Se Portugal tomar as medidas certas pode haver um regime excecional e com isso proteger esta forma de pesca, que é muito residual e não impacto nenhum de especial", defendeu o cabeça de lista do PSD às europeias, admitindo que a arte xávega até poderia ficar de fora das quotas de pesca.

Rio e Rangel assistiram depois à retirada das redes do mar puxadas por tratores, e não eram os únicos.

D. Elisa e a amiga apanhavam o sol de fim de tarde e aproveitaram para cumprimentar o líder do PSD, mas pensando que seria um outro antigo presidente do partido, agora à frente da Aliança.

"Está todo lindo, parece um homem novo, aí engravatado. Ficámos cheias de pena quando aconteceu aquele negócio do acidente, até ficámos de luto um pouco e agora até ressuscitou, mas para melhor", saudou D. Elisa.

Alguns membros da comitiva apressaram-se a avisar que "não foi este senhor" e Rio prosseguiu a conversa.

"Acidentes tenho tido, mas escapo sempre. Agora estou a ter um, que é estar assim vestido no meio da praia", gracejou.

Já depois do presidente do PSD se ter afastado, os jornalistas confirmaram que a confusão era mesmo com Pedro Santana Lopes, o fundador da Aliança, que teve um acidente de viação na semana passada e ainda não regressou à campanha eleitoral.

Ainda assim, D. Elisa desejou boa sorte também a este líder dos sociais-democratas.

"É tudo gente boa, força, não vai para lá nenhum melhor", afirmou.

Esta foi a terceira ação de campanha de Paulo Rangel na praia, depois de distribuir os seus brindes eleitorais em Matosinhos e de uma iniciativa em defesa da economia azul em Ovar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório