Meteorologia

  • 23 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

Ministério autoriza reabertura de tratamentos termais nas Caldas

O Ministério da Saúde autorizou a reabertura dos tratamentos termais no hospital das Caldas da Rainha, anunciou hoje autarquia, estimando que na primeira quinzena de junho já possam ser feitas inalações no balneário novo.

Ministério autoriza reabertura de tratamentos termais nas Caldas
Notícias ao Minuto

19:25 - 15/05/19 por Lusa

País Saúde

A "autorização para retomar os tratamentos termais foi assinada ontem [terça-feira] e a partir de segunda-feira os interessados em fazer inalações podem começar a inscrever-se", anunciou hoje o presidente da Câmara das Caldas da Rainha (distrito de Leiria), Fernando Tinta Ferreira.

A autorização do Ministério da Saúde era "o passo que faltava" para "retomar as inalações no balneário novo", afirmou o autarca durante uma visita aquele equipamento, no qual a câmara investiu 700 mil euros para renovar as canalizações de água termal.

O balneário faz parte do Hospital Termal fundado em 1484 por ordem da Rainha D. Leonor e que é considerado o mais antigo do mundo.

O hospital foi mandado encerrar em 2009 devido à presença da bactéria 'legionella', detetada nas canalizações da unidade cuja reabertura ficou condicionada à realização da modernização das tubagens onde circula a água para os tratamentos.

Questionado pela Lusa, Tinta Ferreira disse esperar que "na primeira quinzena de junho possa haver já pessoas a fazer os tratamentos", que serão prescritos por uma equipa médica liderada pelo diretor clínico Jorge Santos Silva, vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica.

O edifício será ainda alvo de mais duas fases de requalificação que dotarão o balneário novo com uma área para tratamentos de duches e banheiras e de uma piscina termal.

A passagem pelo balneário foi a primeira de um conjunto de "visitas de trabalho" a obras apresentadas hoje para assinalar o dia da cidade, comemorado a 15 de maio por ser tradicionalmente a data anual da abertura das termas.

As intervenções em curso na cidade totalizam cerca de 4,5 milhões de euros, entre verbas a suportar pela autarquia e comparticipações comunitárias.

Entre as obras visitadas esteve a nova unidade de saúde familiar, um investimento de 1,6 milhões de euros que deverá estar concluído dentro de um ano e servir 15.200 utentes das duas freguesias da cidade.

A visita passou ainda pela nova sede da companhia Teatro da Rainha, um investimento de dois milhões de euros, com um prazo de execução de 18 meses. O projeto de construção de uma sede para companhia residente não tem ainda aprovada qualquer comparticipação comunitária.

A requalificação do Centro da Juventude, orçada em 512 mil euros, e o Centro de Artes, onde a casa amarela está a ser requalificada para receção do complexo de museus, num investimento de 312 mil euros, fecharam o rol de obras apresentadas no feriado municipal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório