Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Detidas quatro pessoas por posse de armas e tráfico de droga em Beja

A GNR deteve quatro pessoas, no distrito de Beja, por suspeitas dos crimes de posse de armas proibidas e tráfico de droga, numa operação em que apreendeu heroína, armas e vários materiais, foi hoje anunciado.

Detidas quatro pessoas por posse de armas e tráfico de droga em Beja
Notícias ao Minuto

16:24 - 10/05/19 por Lusa

País GNR

Os suspeitos, três homens e uma mulher, com idades entre os 20 e 29 anos e antecedentes criminais pelos mesmos crimes, foram detidos na quinta-feira, na aldeia de Garvão, concelho de Ourique, refere a GNR, num comunicado enviado hoje à agência Lusa.

Segundo a GNR, os suspeitos foram submetidos a primeiro interrogatório judicial nos tribunais de Ourique e de Ferreira do Alentejo e saíram em liberdade sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.

As quatro pessoas foram detidas durante uma operação da GNR, realizada na quinta-feira, na sequência de uma investigação que durou um ano e tinha sido despoletada pela ocorrência de um furto numa residência em maio de 2018.

Durante a operação, a GNR deu cumprimento a sete mandados de busca, sendo quatro à residência e três a veículos dos suspeitos, que decorreram na aldeia de Garvão e na vila de Ferreira do Alentejo e permitiram apreender 11 doses individuais de heroína e várias armas, nomeadamente seis carabinas, cinco facas e uma arma de caça submarina.

Nas buscas também foram apreendidos vários materiais, nomeadamente 78 munições de diversos calibres, uma televisão, três telemóveis, dois 'tablets', 70 litros de gasóleo agrícola, um silenciador, uma caixa de chumbos, um machado e um taco de basebol.

Dois gorros do tipo passa montanhas, dois pares de luvas, uma mira telescópica, um motor de rega, 17 armadilhas para captura de aves, um melro (espécie protegida) e um chamariz (aparelho ilegal de reprodução do cantar de aves) foram os outros materiais apreendidos.

A operação foi efetuada pelo Núcleo de Investigação Criminal de Aljustrel e contou com o apoio do Destacamento Territorial de Aljustrel, do Destacamento de Intervenção e da estrutura de Investigação Criminal do Comando Territorial de Beja da GNR.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório