Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Escolas portuguesas no estrangeiro reunidas na capital de Cabo Verde

As escolas portuguesas no estrangeiro, onde estudam 6.000 alunos de várias nacionalidades e lecionam 500 professores, vão reunir-se a partir de hoje e até terça-feira na capital de Cabo Verde, com o futuro do ensino da língua e cultura portuguesas na agenda.

Escolas portuguesas no estrangeiro reunidas na capital de Cabo Verde
Notícias ao Minuto

06:32 - 04/05/19 por Lusa

País Ensino

Com o tema 'Língua Portuguesa e os Desafios do Futuro', o encontro é uma iniciativa da Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE) e da Escola Portuguesa de Cabo Verde -- Centro de Ensino e da Língua Portuguesa (EPCV-CELP), estando prevista a presença de escolas portuguesas na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Região Administrativa Especial de Macau.

Segundo os organizadores, trata-se de "uma oportunidade para conhecer e divulgar as escolas portuguesas no estrangeiro, os seus projetos e as suas áreas de intervenção, quer nos domínios do ensino e da formação quer ainda no setor da cooperação com os países onde estão sediadas".

No segundo dia do encontro, no domingo, assinala-se o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP, que evoca "a importância da língua, a sua difusão e promoção", recordam os promotores do evento.

Ao longo de quatro dias vão realizar-se nas instalações da Escola Portuguesa em Cabo Verde, na cidade da Praia, conferências, painéis, apresentação de comunicações e momentos de reflexão e partilha.

Entre os vários temas que estarão em debate conta-se "a língua portuguesa face aos desafios do futuro", a "multiculturalidade nas escolas portuguesas no estrangeiro", "na rota da Viagem de Circum-Navegação", a "inovação, autonomia e flexibilidade curricular" e os desafios para o futuro destes estabelecimentos de ensino.

As escolas portuguesas no estrangeiro foram criadas no âmbito do aprofundamento das relações de amizade e de cooperação, no domínio da Educação, através da assinatura de protocolos de cooperação bilateral entre o Estado português e Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique, Timor-Leste e RAE Macau.

Estes estabelecimentos educativos públicos são frequentados por alunos das mais diversas nacionalidades.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório