Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2019
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Marcelo cancela ida ao Funchal para Falcon transportar feridos

O Presidente da República decidiu cancelar a ida ao arquipélago. "A prioridade é tratar as vítimas, não é a viagem do Presidente", diz Marcelo.

Marcelo cancela ida ao Funchal para Falcon transportar feridos

Poucos minutos depois de ter confirmado que partiria em breve para a Madeira, o Presidente da República anunciou, em direto na TVI24, que não vai deslocar-se esta quarta-feira ao arquipélago porque o Falcon que o iria transportar vai ser usado para o transporte de feridos do acidente.

"Não irei hoje. Iria partir [para a Madeira] daqui por cerca de uma hora mas fui informado de que havia uma prioridade que passa a ser mais importante do que tudo o resto. É mais importante acorrer aos feridos numa situação de emergência, do que transportar o Presidente da República, que pode ir num dos próximos dias testemunhar aquilo que estou a transmitir agora em termos de solidariedade, apoio e determinação para o futuro", sustentou o chefe de Estado.

Essa "é a prioridade", defendeu Marcelo Rebelo de Sousa, reforçando que "é muito mais importante socorrer os feridos".

"Portanto, irei, mas não irei imediatamente, porque há essa prioridade", acrescentou, garantindo que irá falar com o presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier. Refira-se que a maioria das vítimas é de nacionalidade alemã. "Amanhã [quinta-feira] mesmo tinha aprazado uma conversa com o Presidente alemão. Aproveitarei para lhe apresentar o pesar do povo português pelo sucedido", disse o chefe de Estado.

O Presidente da República manifestou também "solidariedade em relação ao povo madeirense, às suas autoridades em geral, mas ao povo madeirense" e deixou "uma palavra de apoio àqueles que têm trabalhado para enfrentar esta situação" e "uma palavra dirigida ao futuro".

"Este é um momento muito difícil, um momento de pesar, mas é um momento também de se olhar para o futuro da Madeira, e olhar para o futuro das relações da Madeira, que é uma região autónoma aberta a todo o mundo, com esse outro mundo", considerou.

Refira-se que, pelo menos 28 pessoas morreram num acidente com um autocarro turístico, que aconteceu em Santa Cruz, na Madeira, durante a tarde desta quarta-feira. Entre as vítimas mortais há "vários cidadãos estrangeiros", segundo o Governo Regional.

No autocarro seguiam 55 pessoas, tendo 28 delas sido transportadas para o hospital com ferimentos de várias gravidades.

[Notícia atualizada às 21h30]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório