Meteorologia

  • 21 ABRIL 2019
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 15º

Edição

E se uma barragem entrasse em rutura cá em Portugal? ANPC está a testar

Mais de 300 operacionais estão, desde sexta-feira, empenhados num simulacro na barragem Marechal Carmona, em Castelo Branco, para testar a resposta num cenário de rutura.

E se uma barragem entrasse em rutura cá em Portugal? ANPC está a testar
Notícias ao Minuto

10:40 - 16/04/19 por Melissa Lopes 

País Simulacro

O exercício Fénix 2019 está a decorrer nos municípios de Idanha-a-Nova, Castelo Branco e Vila Velha de Ródão, desde sexta-feira, dia 12, e estende-se até esta quarta-feira, dia 17.

A iniciativa, organizada pelo Exército Português, através do Regimento de Apoio Militar de Emergência (RAME), em parceria com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco, da Autoridade Nacional de Emergência de Proteção Civil (ANEPC) tem como objetivo testar a resposta num cenário de rutura de barragem, evento potenciador de elevados danos, quer humanos, quer infraestruturais, nos concelhos a jusante desta infraestrutura, explica a Proteção de Civil através de comunicado. 

Nos dias 12 a 14 de abril, o exercício decorreu na modalidade de CPX, isto é, exercício de Posto de Comando, com o acompanhamento da situação na fase da pré-emergência, com a convocação da estrutura de coordenação institucional e reuniões das estruturas de coordenação política distrital e municipal.

A fase seguinte, que decorre desde ontem e se estende até esta terça-feira, é, digamos, a fase da ação e resposta dos meios, aquilo a que a Proteção Civil chama de modo LIVEX,  exercício com movimentação de meios no terreno.

Esses vários meios estão a simular cenários distintos, conjugando a oportunidade de testar os Planos Municipais de Emergência de Proteção Civil (PMEPC) e Plano Distrital de Emergência de Proteção Civil de Castelo Branco (PDEPCCB). 

De acordo com a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, estão mobilizados neste exercício 350 operacionais e 108 viaturas. 

De recordar que no início do ano, no Brasil, a rutura de uma barragem, em Brumadinho, causou mais de 200 mortos e cerca de 93 desaparecidos, num desastre humano, ambiental e industrial elevado a calamidade pública. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório