Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Afinal, enganou-se. Executivo de Cavaco teve 11 mulheres de governantes

O ex-chefe de Estado, Cavaco Silva, tinha defendido anteriormente que não tinha detetado quaisquer ligações familiares nos seus governos. Mas não foi bem assim.

Afinal, enganou-se. Executivo de Cavaco teve 11 mulheres de governantes

As ligações familiares no seio do Governo do PS têm estado na ordem do dia. Mas, de acordo com uma lista avançada pelo 'Polígrafo', o site português de fact checking da SIC Notícias, na altura em que Cavaco Silva assumia o leme do país havia 11 mulheres de ministros e secretários de Estado no governo.

Apesar de o antigo Presidente da República ter afirmado que não havia detetado nenhuma ligação familiar nos governos que liderou, o 'Polígrafo' desconstruiu essa afirmação, referindo que foram nomeadas 15 mulheres de ministros e secretários de Estado para gabinetes do Governo e estruturas dependentes do Estado, na altura em que Cavaco Silva era primeiro-ministro (entre 1985 e 1995).

Afinal, Cavaco também se engana.

Confira a lista que a SIC elaborou com as mulheres dos governos de Cavaco Silva que tinham relações com governantes.

  • Isabel Ataíde Cordeiro: mulher de Manuel Facão, chefe de gabinete do secretário de Estado da Cultura, nomeada para adjunta da secretaria de Estado do Desenvolvimento e Planeamento Regional. Ela entrou primeiro e só depois veio o marido;
  • Isabel Elias da Costa: mulher de Elias da Costa, secretário de Estado das Finanças; nomeada para adjunta de Couto dos Santos, dos Assuntos Parlamentares;
  • Fátima Loureiro: mulher de Carlos Loureiro; nomeada para a Administração Interna, "onde convivia com o seu marido";
  • O casal Paulo Teixeira Pinto e Paula Teixeira da Cruz: Ela entrou primeiro no Governo, como assessora de Marques Mendes; mais tarde, ele foi nomeado subsecretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros;
  • Maria Cândida Menezes: mulher do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Luís Filipe Menezes; nomeada secretária de Fernando Nogueira, ministro da Presidência e da Defesa Nacional;
  • Margarida Cunha: mulher do ministro da Agricultura, Arlindo Cunha; nomeada para secretária do ministro Couto dos Santos;
  • Fátima Dias Loureiro: mulher do ministro da Administração Interna, Dias Loureiro; nomeada para adjunta de Pedro Santana Lopes;
  • Maria dos Anjos Nogueira: mulher do ministro da Presidência e da Defesa Nacional, Fernando Nogueira; nomeada para adjunta do secretário de Estado da Saúde, José Martins Nunes;
  • Sofia Marques Mendes: mulher de Luís Marques Mendes, "na altura um dos membros mais influentes do Governo", segundo o Polígrafo; nomeada para adjunta do secretário de Estado da Agricultura, Álvaro Amaro;
  • Maria Filomena de Sousa Encarnação: mulher de Carlos Encarnação, secretário de Estado Adjunto da Administração Interna; nomeada para adjunta do subsecretário de Estado da Cultura, António Sousa Lara;
  • Celeste Amaro: mulher do secretário de Estado da Agricultura, Álvaro Amaro; nomeada para vogal da direção, nos serviços sociais da Presidência do Conselho de Ministros;
  • Regina Estádio Marques: mulher do assessor de Cavaco Silva, Pedro Estácio Marques; nomeada secretária de Carlos Encarnação;
  • Eduarda Honorato Ferreira: irmã de José Honorato Ferreira, chefe de gabinete de Cavaco Silva; responsável pela coordenação de agenda do ministro das Finanças;
  • Teresa Corte Real Silva Pinto: irmã da secretária de Estado da Modernização Administrativa; Isabel Corte Real; nomeada secretária de Couto dos Santos;
  • Margarida Durão Barroso: mulher do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Durão Barroso; nomeada para a Comissão dos Descobrimentos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório