Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
28º
MIN 22º MÁX 33º

Edição

Guarda provisória do filho de Rosa e Luís Grilo entregue à tia paterna

A custódia do rapaz, de 13 anos, foi entregue a Júlia Grilo, irmã do triatleta assassinado.

Guarda provisória do filho de Rosa e Luís Grilo entregue à tia paterna

A guarda provisória do filho de Rosa e Luís Grilo foi entregue, esta quarta-feira, à tia paterna, Júlia Grilo. O Tribunal de Vila Franca de Xira decidiu entregar à irmã mais velha do triatleta assassinado a custódia do menino durante os próximos três meses.

Decorrido esse tempo será feita uma nova avaliação, uma vez que o menor se encontra num quadro depressivo, avança a TVI24.

Recorde-se que a guarda de Renato, de 13 anos, estava a ser disputada por Júlia Grilo e pelos avós maternos, pais de Rosa Grilo, suspeita da morte do marido e pai do filho.

Rosa Grilo, que está em prisão preventiva, esteve presente no tribunal onde defendeu que o filho devia ficar com os avós maternos.

Já o Ministério Público pediu que a tia paterna ficasse como cuidadora do adolescente. O próprio Renato terá expressado esse desejo, em tribunal e na presença da mãe.

Na audiência desta quarta-feira foram também ouvidos a psicóloga e a pedopsiquiatra que têm acompanhado o menino.

Luís Grilo, de 50 anos, residente na localidade das Cachoeiras, concelho de Vila Franca de Xira, distrito de Lisboa, desapareceu em 16 de julho de 2018. O corpo foi encontrado com sinais de violência e em adiantado estado de decomposição, mais de um mês após o desaparecimento, no concelho de Avis, distrito de Portalegre, a mais de 130 quilómetros da sua casa.

O cadáver do triatleta foi encontrado perto de Alcôrrego, num caminho de terra batida, junto à Estrada Municipal 1070, por um popular que fazia uma caminhada na zona e que alertou o posto de Avis da Guarda Nacional Republicana (GNR) para esta ocorrência.

Alguns dias depois, e após ter dado muitas entrevistas aos meios de comunicação social onde garantiu nada ter a ver com o desaparecimento do marido, Rosa Grilo foi detida pela Polícia Judiciária, assim como o seu, alegado amante, António Joaquim. Os dois são os principais suspeitos do homicídio de Luís Grilo e aguardam julgamento em prisão preventiva.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório