Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Pedro Santos Guerreiro abandona direção do Expresso e já há substituto

Para o cargo que Pedro Santos Guerreiro assumiu em 2014 foi nomeado Ricardo Costa "de forma interina".

Pedro Santos Guerreiro abandona direção do Expresso e já há substituto

Tudo começou com um pedido de demissão. O jornalista Vítor Matos, que há cerca de um ano assumiu o cargo de editor de política do Expresso (cargo que antes ocupou no Observador), apresentou o seu pedido de demissão. Em causa está o facto de na edição da newsletter da passada segunda-feira (dia 18), que o semanário publica diariamente, o nome de Vítor Matos ter aparecido a assinar um texto que, segundo consta, não escreveu.

E hoje, apenas um dia depois de vir a público o pedido de demissão de Vítor Matos, a Impresa anuncia o afastamento de Pedro Santos Guerreiro, que assumiu o cargo de diretor do semanário em 2014 e depois de vários anos no Jornal de Negócios, também como diretor (2007- 2013).

Para o seu lugar, informa o grupo de media, foi já nomeado "o até então diretor-geral de informação da Impresa, Ricardo Costa,  que "vai assumir a direção do semanário Expresso de forma interina".

Justifica a Impresa, em comunicado enviado à redação do Notícias ao Minuto, que "esta mudança acontece na sequência da decisão tomada entre a administração do grupo Impresa e Pedro Santos Guerreiro", confirmando que este último "deixa assim o cargo de diretor do Expresso", que assumiu em 2014.

Informa ainda a Impresa que "Pedro Santos Guerreiro manterá uma ligação com o jornal, como colunista".

Isso mesmo, de acordo com fonte do semanário à agência Lusa, terá dito o próprio Pedro Santos Guerreiro, esta manhã, à redação. Outra fonte, citada pela Lusa, diz que a demissão de Vítor Matos "foi a gota de água" numa relação conturbada entre a direção e a redação do Expresso.

Sabe ainda a Lusa que já estava prevista para hoje uma reunião do Conselho de Redação para discutir o assunto que marcou a edição da newsletter da passada segunda-feira, mas Pedro Santos Guerreiro antecipou-se e demitiu-se. E, pelo menos, um membro da direção do Expresso pôs o lugar à disposição.

[Notícia atualizada às 13h00]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório