Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 21º

Edição

Novo atraso na implementação da primeira fase da rede de bicicletas Gira

A implementação da primeira fase da rede de bicicletas partilhadas Gira, em Lisboa, não deverá estar concluída até ao final de março, como previa o presidente da EMEL em outubro, foi hoje anunciado.

Novo atraso na implementação da primeira fase da rede de bicicletas Gira
Notícias ao Minuto

17:43 - 13/02/19 por Lusa

País Emel

Questionada pela agência Lusa, fonte oficial da EMEL - Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa revelou que a rede conta neste momento com 74 estações e cerca de 700 bicicletas em operação, ainda longe dos números previstos para a primeira fase: 140 estações e 1.400 bicicletas.

"Não podemos neste momento garantir a data do fecho da primeira fase", avançou a empresa municipal de estacionamento, garantindo apenas que estará concluída até ao final do ano.

Segundo dados da EMEL, em outubro Lisboa contava com as 74 estações para bicicletas que tem hoje. Já o número de bicicletas, cresceu de 400 para 700.

A empresa Órbita, fornecedora das bicicletas, continua a ter "dificuldade em fornecer as bicicletas", explicou fonte da EMEL.

A mesma fonte admitiu que terão de ser tomadas medidas, revelando apenas que "estão a ser pensadas".

A EMEL prevê que o lançamento do concurso para a expansão da rede, com mais 160 estações e 1.600 bicicletas, ocorra ainda este ano.

O presidente da EMEL, Luís Natal Marques, admitiu em outubro, numa reunião da Comissão Permanente de Mobilidade na Assembleia Municipal de Lisboa (AML), a existência de constrangimentos na rede, estimando que a situação estivesse "completamente resolvida e regularizada", o "mais tardar no primeiro trimestre de 2019".

Na sessão plenária da AML de terça-feira foram aprovadas um conjunto de medidas do grupo municipal do PSD que, segundo o deputado António Prôa, pretende "ajudar a melhorar" os sistemas de bicicletas partilhadas Gira e "a corrigir os erros".

A maioria dos pontos que compõem o documento foi aprovada, tendo apenas sido rejeitada a proposta de "reserva por cinco minutos (em vez dos atuais 15 segundos) antes da chegada do utilizador à bicicleta selecionada".

Entre as medidas aprovadas pela assembleia municipal, destacam-se a alteração da "idade mínima legal para a utilização da rede Gira para os 16 anos", em vez dos atuais 18, e a criação de "uma modalidade de conta familiar que permita a utilização da mesma conta".

De acordo com a EMEL, está a ser avaliada a possibilidade de menores de 18 anos poderem vir a utilizar as bicicletas partilhadas da cidade.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório