Meteorologia

  • 23 MARçO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

"Nunca ouvi Costa com voz tão grossa" com os milhões que "voaram da CGD"

Bastonária dos enfermeiros indignada com a forma como o primeiro-ministro se referiu à greve destes profissionais de saúde.

"Nunca ouvi Costa com voz tão grossa" com os milhões que "voaram da CGD"
Notícias ao Minuto

10:54 - 02/02/19 por Andrea Pinto 

País Ana Rita Cavaco

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros reagiu, esta sexta-feira, na sua página de Facebook, à forma como António Costa se referiu às greves dos enfermeiros.

O primeiro-ministro teceu várias críticas à greve destes profissionais de saúde em blocos operatórios, convocada pela Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) e pelo Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor), referindo-se à mesma como "greves selvagens que visam simplesmente atentar contra a dignidade dos doentes".

Em resposta, Ana Rita Cavaco  defende que "com os poderosos que ganharam milhões nunca o ouvi com voz tão grossa e tão nervoso, nem relativamente aos milhões que voaram da CGD e de outros bancos, nem à corrupção ou às ilegalidades de figuras do Estado".

A resposta surge no dia em que foi entregue no Parlamento o relatório final da auditoria realizada à Caixa Geral de Depósitos depois de, na semana passada, ter sido divulgada uma versão preliminar do documento, datada de dezembro de 2017, que dava conta da concessão de créditos mal fundamentada, atribuição de bónus aos gestores com resultados negativos, interferência do Estado e aprovação de empréstimos com parecer desfavorável ou condicionado da direção de risco da CGD.

À parte deste assunto, a bastonária diz-se ainda orgulhosa e grata pelos "bravos da greve cirúrgica", a quem transmite "força, a coragem e a fé para continuarem".

"É-nos devido há 20 anos, não queremos que continue por outros 20. Tenho, mas tenho mesmo, um orgulho imenso em todos vós. Nunca, estando o que estiver e onde estiver, deixarei de ser Orgulhosamente Enfermeira", escreve. 

Recorde-se que Ana Rita Cavaco já havia reagido às declarações de António Costa à antena da RTP 3, onde questionou "como é que esta greve pode ser considerada selvagem ou ilegal" uma vez que o "conselho consultivo [da PGR] já emitiu um parecer dizendo que esta forma de greve é lícita".

"Não sei se o senhor primeiro-ministro, quando não lhe convém, não respeita aquilo que são as instituições do Estado”, delatou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório