Meteorologia

  • 18 FEVEREIRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Dois trabalhadores morrem por inalação de monóxido de carbono no Porto

Inalação por monóxido de carbono foi a causa das mortes, embora num primeiro momento as autoridades tenham avançado que teria sido uma explosão a vitimar os trabalhadores.

Dois trabalhadores morrem por inalação de monóxido de carbono no Porto

Dois homens morreram, na manhã desta quarta-feira, na sequência de um acidente de trabalho no Hospital Magalhães Lemos, no Porto.

A primeira informação divulgada pela PSP dava conta de que teria havido uma explosão numa caldeira de uma lavandaria localizada num edifício pertencente ao campus do hospital.

No entanto, numa atualização de dados, a PSP faz saber que "afinal não houve uma explosão, apenas uma fuga de monóxido de carbono", tendo sido, aliás, essa a causa da morte dos dois trabalhadores - sendo que um tinha 52 anos e o outro 60.

Quanto ao local também surgiram algumas dúvidas, mas a agência Lusa confirmou  com a SUCH - Serviço de Utilização Comum dos Hospitais que o incidente ocorreu numa central térmica da lavandaria que pertence mesmo ao Hospital Magalhães Lemos, tal como o Notícias ao Minuto havia avançado. 

Para o local do acidente foram mobilizados os Bombeiros Voluntários Portuenses, os Sapadores Bombeiros do Porto, o INEM e a PSP, que criou um perímetro de segurança.

Ministério da Saúde lamenta mortes e abre inquérito

Em nota remetida às redações, e publicada no site do Serviço Nacional de Saúde, o gabinete da ministra Marta Temido "expressa pesar e endereça sentidas condolências aos familiares e amigos" das vítimas e informa que "já foi aberto um inquérito para apurar as causas do acidente".

Fonte da empresa SUCH-Serviço de Utilização Comum dos Hospitais, que gere o serviço de lavandaria, informa que "ainda não é possível apurar as causas do incidente", mas garantiu as boas condições do espaço onde ocorreu a acidente.

"As instalações são alvo de procedimentos de auditoria rigorosos e exigentes, estando devidamente licenciadas, contemplando nomeadamente sistema de deteção de gás", refere a nota, acrescentando que "está empenhada em colaborar com as autoridades competentes, no sentido de apurar a causa do ocorrido, desenvolvendo todos os esforços colaborativos no processo".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório