Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Já são conhecidas as identidades das vítimas do helicóptero do INEM

Para além da identidade do médico e da enfermeira, são agora revelados os nomes do piloto e do co-piloto.

Já são conhecidas as identidades das vítimas do helicóptero do INEM

Já são conhecidas as identidades das vítimas da queda do helicóptero do INEM que ocorreu este sábado em Valongo. 

Noticia o 'El Mundo' na manhã deste domingo que o médico espanhol, Luis Vega, de 50 anos, estava a bordo da aeronave que tirou a vida a quatro pessoas depois de ter sido efetuado o transporte de uma doente urgente para o Hospital de Santo António, no Porto. 

O médico espanhol trabalhava há quase duas décadas no Hospital de Santa Maria da Feira, em Aveiro, e integrava ainda a equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Outra das vítimas é identificada pela Bastonária da Ordem dos Enfermeiros como sendo Daniela Silva. A enfermeira integrava ainda a corporação dos Bombeiros Voluntários de Baltar. 

A aeronave era tripulada pelo comandante João Lima e o co-piloto Luís Rosindo, conforme refere o Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, na sua página oficial de Facebook, aproveitando ainda para referir que a equipa de emergência médica perdeu a vida "ao serviço da humanidade". 

Recorde-se que o helicóptero - um Augusta A109S, operado pela empresa Babcock, - despenhou-se ao final da tarde deste sábado, tendo o contacto com a aeronave sido perdido pelas 18h30, pouco depois de ter descolado da unidade hospitalar no Porto. Foi então lançada uma operação de resgate com forças da Autoridade Nacional de Proteção Civil e da Força Aérea Portuguesa, mas foram os bombeiros locais que finalmente localizaram o helicóptero a 700 metros da capela de Santa Justa, em Valongo. 

E imprensa espanhola destaca ainda que esta é uma tragédia que ocorre numa semana "de acidentes incomuns em Portugal", já que na "sexta-feira à noite, 28 pessoas - incluindo vários turistas estrangeiros - ficaram feridas no descarrilamento de um elétrico de Lisboa. Quatro pessoas passaram várias horas encarceradas dentro da estrutura completamente destruída pelo impacto", escreve o 'El Mundo'. 

Saliente-se que ainda não é conhecida a causa do desastre aéreo, estando a decorrer as investigações

[Notícia atualizada às 08h35]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório