Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 11º

Edição

Governo português aconselha: Evite ir a Paris este fim de semana

Em causa, a violência de que as ruas da capital francesa têm sido alvo na sequência dos protestos dos coletes amarelos contra o aumento de impostos sobre os combustíveis.

Governo português aconselha: Evite ir a Paris este fim de semana

Se não tiver que ir, necessariamente, a Paris no próximo sábado, amanhã, então opte por evitar a capital francesa.

O conselho é do Ministério dos Negócios Estrangeiros português que, em comunicado, refere que “embora não se possa prever exatamente o que irá acontecer no próximo fim de semana há, por parte das autoridades francesas, a indicação de que no dia 8 (sábado) irão continuar as manifestações em Paris, existindo forte possibilidade de confrontos”.

Face a esta previsão das autoridades francesas, o Governo recomenda aos cidadãos portugueses que evitem “deslocações não necessárias a Paris”, especialmente às zonas consideradas de risco, que sigam os “conselhos das autoridades e, sobretudo, que evitem quaisquer concentrações de manifestantes”.

Quanto às zonas que devem ser evitadas, o Ministério dos Negócios Estrangeiros informa que são as zonas dos Campos Elísios/Arco do Triunfo, Bastilha, République, Opéra/Grands Magasins(onde se situam as Galerias Lafayette e outras), Assembleia Nacional (perto do Museu d’Orsay), Senado (Jardins do Luxemburgo) e Denfert-Rochereau.

Aos turistas, o Governo português aconselha a que sigam as informações prestadas pelos serviços de transportes públicos parisienses e que acompanhem o evoluir da situação através dos media franceses ou através das páginas de Twitter oficiais das autoridades francesas.

Pese embora seja a cidade de Paris que mais preocupa as autoridades, o Governo português chama ainda a atenção para as ações de protesto e condicionamentos previstos para outras cidades francesas.

“Quanto ao restante território continental, para além de ações de protesto nalguns centros urbanos, devem estar atentos a possíveis interrupções/bloqueios de trânsito nos eixos principais de ligação às grandes cidades, como por exemplo na A10 (Grande Paris-Bordéus) ou nos acessos a Marselha, que continuam a ser palco de bloqueios intermitentes ou móveis. Verificam-se algumas dificuldades no reaprovisionamento de bombas de gasolina e de supermercados nas regiões de Marselha, Nice, Aix, Arles, Avignon. O acesso ao aeroporto que serve a região da Provença pode ser novamente bloqueado. Persistem alguns pontos de bloqueio na Bretanha, não se tendo, porém, registado incidentes graves. Em qualquer caso, deverão sempre seguir os conselhos das autoridades”, lê-se no comunicado.

Para finalizar, o MNE deixa alguns contactos de emergência que os portugueses devem conhecer: número geral (112), serviços médicos, mais conhecido por SAMU (15), polícia (17) e bombeiros (18).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório