Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 6º MÁX 7º

Edição

Trabalhadores da ficção em greve contra as 12 horas de trabalho

Os funcionários da Plural Entertainment reconhecem o esforço da empresa, mas não vão desistir de lutar pelos seus direitos.

Trabalhadores da ficção em greve contra as 12 horas de trabalho

Os trabalhadores das várias equipas de produção atualmente em gravações na empresa Plural Entertainment iniciaram um período de greve parcial que se irá manter até ao próximo dia 10.

O Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos explica que a decisão de manter a greve, iniciada ontem, prende-se com o facto de a proposta apresentada pela Plural não ter tido “aprovação total”.

Face a esta situação, e tendo em conta que o sindicato irá apresentar uma contra-proposta, os trabalhadores vão estar em greve parcial até à próxima semana, recusando, assim, trabalhar mais de oito horas diárias.

Pese embora os funcionários “reconheçam o esforço realizado pela empresa, no sentido de reduzir gradualmente o horário de trabalho durante 2019" - que atualmente chega a ser de 12 horas - , a verdade é que “continuam a considerar que as restantes reivindicações estão ainda longe de ser satisfeitas”, como é o caso dos aumentos salariais, pois há pessoas que não são alvo de atualização salarial há mais de 10 anos. 

A Plural Entertainment é a responsável pela produção de várias telenovelas da TVI, como é exemplo 'A Única Mulher', 'Jardins Proibidos', 'A Herdeira', 'Ouro Verde' e 'Santa Bárbara', entre muitas outras.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório