Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

PróToiro aplaude descida do IVA. "Portugal ainda respira ar da liberdade"

A PróToiro - Federação Portuguesa de Tauromaquia considera que, apesar de "alguns sinais preocupantes", "Portugal ainda respira o ar da liberdade e da tolerância". E volta ao ataque à ministra da Cultura a quem pede, novamente, a demissão.

PróToiro aplaude descida do IVA. "Portugal ainda respira ar da liberdade"

A Federação Portuguesa de Tauromaquia – PróToiro aplaude a decisão dos deputados que ao final da noite de terça-feira votaram favoravelmente à descida do IVA para 6% nas touradas, assim como na manutenção da isenção de IVA dos toureiros na prestação de serviços.

As medidas, refere a federação em comunicado, representam aquilo que a PróToiro sempre defendeu para a sociedade e todas as atividades culturais: liberdade e igualdade de direitos.

E, nesse sentido, “felicita os deputados do PSD, CDS e PCP, que votaram contra a discriminação da tauromaquia, e também a maioria dos do PS que, de uma forma assertiva, defenderam a igualdade de todas as atividades culturais no país”.

No entender desta federação, as medidas votadas “são uma resposta clara à sociedade, que se quer livre e democrática”, significando este desfecho, para a PróToiro, que, apesar de alguns "sinais preocupantes",  Portugal "ainda respira o ar da liberdade e da tolerância". 

A federação, que depois de Graça Fonseca ter afirmado que a tauromaquia é uma questão de civilização, pediu a demissão da ministra, volta agora a pedir o mesmo. Para a PróToiro, Graça Fonseca, "que começou por chamar incivilizados e depois retrógrados aos portugueses que gostam de tauromaquia", deve "assumir esta derrota como sua" e, por isso, demitir-se. 

As propostas de alteração do PSD, PCP e CDS-PP para que as touradas também tenham o IVA na taxa reduzida, 6%, foram esta terça-feira aprovadas na especialidade do Orçamento do Estado, ao fim de mais oito horas do segundo dia de votações na especialidade. 

O PSD e o CDS-PP alteraram as suas propostas iniciais, passando a ter uma redação igual à do PCP, e as três foram votadas conjuntamente, descendo a taxa do IVA para o mínimo não só nas touradas, como nas entradas em espetáculos de canto, dança, música, teatro, cinema e circo, apesar dos votos contra do PS e do BE.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório