Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Autoridades localizam retroescavadora e uma vítima em pedreira

As equipas de socorro já estabeleceram contacto visual com a retroescavadora e uma das vítimas arrastadas hoje à tarde para o interior de uma pedreira, na zona de Borba (Évora), devido a um aluimento de terras.

Autoridades localizam retroescavadora e uma vítima em pedreira
Notícias ao Minuto

19:50 - 19/11/18 por Lusa

País Borba

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) indicou à agência Lusa que foi avistada "a retroescavadora com o corpo de uma das vítimas", mas não confirmou a situação desta pessoa, por "dificuldade de acesso".

Segundo a mesma fonte, o aluimento de um troço da Estrada Nacional (EN) 255, no percurso entre Borba e Vila Viçosa, provocou a queda de "dois veículos civis" para dentro de "uma pedreira com 50 metros de profundidade".

A fonte do INEM realçou que, além de fazer cair um "veículo ligeiro e uma carrinha de caixa aberta", a terra com a água da pedreira provocou também o "deslocamento de uma retroescavadora com o maquinista e auxiliar".

De acordo com a mesma fonte, desconhece-se ainda o número total de vítimas na sequência do aluimento na estrada, cujo alerta foi dado às 15h45.

O INEM acrescentou que acionou um helicóptero, uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), uma ambulância de suporte imediato de vida (SIV) e diversas ambulâncias de várias corporações de bombeiros, além de uma equipa de psicólogos.

Anteriormente, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora avançou à Lusa haver a suspeita que quatro a cinco pessoas poderão ter ficado submersas na pedreira.

"Há a suspeita de quatro a cinco vítimas que estarão submersas no interior da pedreira", afirmou.

As operações de socorro mobilizavam, pelas 19h15, 59 operacionais e 22 veículos das autoridades, além de um helicóptero do INEM.

Na sequência do aluimento de terras, um troço da Estrada Nacional (EN) 255 abateu para dentro de duas pedreiras, que ficam contíguas à via, uma ativada e outra desativada, segundo fontes locais contactadas pela Lusa.

Um percurso de cerca de cinco quilómetros desta estrada está ladeado de pedreiras de mármores.

Na sequência da derrocada, a via está cortada ao trânsito.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório