Meteorologia

  • 13 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Pede-se a demissão da ministra da Cultura. "É uma questão de civilização"

A nova ministra da Cultura, recorde-se, tomou posse há apenas duas semanas e já está a ser alvo de críticas.

Pede-se a demissão da ministra da Cultura. "É uma questão de civilização"
Notícias ao Minuto

20:10 - 31/10/18 por Patrícia Martins Carvalho 

País Tauromaquia

O segundo e último dia de debate do Orçamento do Estado no Parlamento terminou com a aprovação do documento elaborado pelo Governo socialista e ficou marcado por algumas polémicas, uma das quais que diz respeito à ministra da Cultura.

Em resposta a uma deputada do CDS que acusou o Governo de “discriminação” e de impor uma “ditadura do gosto” ao alargar a descida do IVA a vários espetáculos, excluindo a tauromaquia, a ministra da Cultura disse que “a tauromaquia não é uma questão de gosto, é uma questão de civilização”.

Face a estas declarações, a PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia “exige a imediata demissão” de Graça Fonseca por ter “insultado todo os portugueses e por ter atacado de forma cega a Cultura e a Constituição da República Portuguesa que ainda há dias jurou defender”.

“É inaceitável que um governante se proponha governar por convicções ideológicas preconceituosas, discriminatórias e atentatórias do Estado de Direito. Mais inaceitável se torna, quando se trata de uma ministra que sempre lutou, muito e bem, pelo direito à diferença e contra a discriminação”, refere a PróToiro numa declaração enviada ao Notícias ao Minuto.

Para Hélder Milheiro, secretário-geral da PróToiro, ao dizer que “discriminar a tauromaquia não é uma questão de gosto, mas de civilização, a senhora ministra está a insultar os portugueses e particularmente os mais de três milhões que todos os anos assistem livremente a espetáculos tauromáquicos em praças, TV e que enchem ruas de cidades e aldeias de norte a sul do país”.

“Esta sua declaração demonstra o quanto não está preparada para assumir as funções para as quais foi nomeada, nem para defender a Constituição da República Portuguesa. A sua demissão não é uma questão de gosto, mas de civilização. Por isso e muito mais, citamos Humberto Delgado e ‘Obviamente demitimo-la”, acrescenta o responsável.

Em jeito de conclusão, Hélder Milheiro diz ainda que “quando o Estado impõe medidas à população, por uma questão de gosto, deixa-se de viver em Democracia mas numa tirania”.

Recorde aqui a entrevista do secretário-geral da Pró-Toiro ao Notícias ao Minuto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório