Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 12º

Edição

Homem dizia ser gestor de resíduos, mas recebia e vendia material furtado

A investigação do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Nisa culminou com a constituição de arguido do suspeito e com a apreensão de diverso material furtado, bem como mais de 29 mil euros.

Homem dizia ser gestor de resíduos, mas recebia e vendia material furtado

Um homem de 56 anos foi identificado e constituído arguido, na segunda-feira, pelos militares da GNR de Nisa, em Portalegre. Em causa estão os crimes de recetação e fraude fiscal.

Segundo aquela força de segurança, o suspeito fazia-se passar por gestor de resíduos, mas não tinha qualquer autorização para exercer esta atividade.

Na verdade, revela a GNR, o que o homem fazia era a recetação e posterior venda de todo o tipo de material furtado, em especial equipamentos agrícolas e industriais, peças de automóveis, baterias, metais não preciosos (cobre, alumínio, ferro e latão), motociclos, entre outros.

Com esta atividade ilegal, o suspeito “obtinha avultados lucros”, como ficou comprovado pela apreensão de quase 30 mil euros.

No decorrer da investigação foram efetuadas seis buscas que permitiram a apreensão de quatro veículos, quatro ciclomotores, 12 motosserras, dois geradores, várias toneladas de metais não preciosos, uma elevada quantidade de baterias de automóveis e ainda 29.665 euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório