Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Mata Nacional do Bussaco encerrada ao público

A Mata Nacional do Bussaco, na Mealhada, distrito de Aveiro, foi hoje encerrada ao público na sequência da tempestade Leslie, que atingiu no sábado a região Centro, disse hoje o presidente do município.

Mata Nacional do Bussaco encerrada ao público
Notícias ao Minuto

13:01 - 14/10/18 por Lusa

País Leslie

Rui Marqueiro explicou à agência Lusa que caíram dezenas de árvores no Bussaco e que, por isso, a mata está interdita.

“Vamos colocar grades em todas as entradas para que as pessoas percebam que não podem entrar, porque há o risco de queda de mais árvores”, disse.

O autarca explicou igualmente que tiveram de ir retirar algumas pessoas que estavam a pernoitar nas Casas do Bussaco, dentro daquela Mata Nacional.

“Foi uma noite muito difícil, felizmente não há mortos, embora haja alguns feridos, incluindo bombeiros”, acrescentou.

De acordo com Rui Marqueiro, houve prejuízos em várias empresas, na sinalética, em edifícios particulares e municipais, mas a autarquia não vai decretar emergência municipal.

“Houve ainda uma família desalojada, que irá ainda hoje ser realojada pela Câmara”, assegurou.

Há igualmente registo de vários carros danificados na sequência da queda de árvores.

O autarca recordou ainda que no sábado à noite foi obrigado a suspender o jogo entre Portugal e Espanha, da final do europeu feminino de hóquei em patins, porque a cobertura do pavilhão apresentava graves danos.

“E não podíamos correr riscos”.

A Proteção Civil disse hoje que “os maiores perigos já passaram” em relação à passagem da tempestade Leslie por Portugal e que vai fazer uma avaliação valia com o IPMA, às 11:00, sobre a situação de alerta no país.

“Os maiores perigos já passaram”, disse o comandante Belo Costa, da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), num ponto de situação aos jornalistas, às 09:00 na sua sede, em Carnaxide, Lisboa.

As 1.890 ocorrências registadas pela Proteção Civil dividem-se em 1.218 quedas de árvores, 53 movimentos de massas, 98 inundações, 441 quedas de estruturas e 75 limpezas de vias.

A ANPC registou ainda 27 feridos ligeiros, três pessoas assistidas no local, 61 desalojados “devido a casas destelhadas ou quedas de árvores sobre habitações” e que conseguiram, maioritariamente, encontrar alojamento junto de familiares, não havendo “situações críticas” nesta matéria.

O responsável adiantou ainda que mais de 300.000 pessoas foram afetadas por cortes de energia, sendo o número de afetados mais reduzido neste momento, com o trabalho de reposição gradual realizado ao longo da noite.

O corte de energia, que afetou um total de 324.400 pessoas, de acordo com os números da ANPC, tem particular incidência nos distritos de Coimbra e Leiria.

A passagem da tempestade Leslie provocou ocorrências maioritariamente em Coimbra, Leiria, Aveiro, Viseu, Lisboa e Porto, por esta ordem quanto ao número de incidências.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório