Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2018
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 22º

Edição

Mau tempo obriga a encerrar espaços exteriores do ModaLisboa

A programação da 51.ª edição da ModaLisboa prevista para o exterior do Pavilhão Carlos Lopes, aberta ao público em geral, foi hoje cancelada devido ao mau tempo, mantendo-se o calendário de desfiles, que decorrem no interior do edifício.

Mau tempo obriga a encerrar espaços exteriores do ModaLisboa
Notícias ao Minuto

17:44 - 13/10/18 por Lusa

País Leslie

Devido à previsão de mau tempo para hoje na zona de Lisboa, a organização da ModaLisboa decidiu "cancelar a programação da zona exterior" do Pavilhão Carlos Lopes, situado no Parque Eduardo VII, onde a iniciativa decorre até domingo.

"Estamos a precaver a zona exterior do evento, os espaços estão a ser protegidos, para garantir que há segurança", disse à Lusa, por volta das 17:00, Joana Jorge, gestora de projeto da ModaLisboa.

De acordo com a responsável, "dentro [do edifício] a programação mantém-se". Para hoje estão previstos desfiles de Alexandra Moura, Cia. Marítima, Patrick de Pádua, Aleksandar Protic, Ricardo Andrez e Luís Carvalho, acessíveis apenas por convite.

Assim, encerraram os espaços abertos ao público, que "reabrem no domingo": 'WonderRoom', uma 'pop-up store' (loja temporária), onde é possível conhecer e comprar peças de 24 marcas e 'designers' nacionais, em áreas como artesanato, têxtil, joalharia, vestuário, acessórios e 'lifestyle'; as exposições "Workstation", de fotografia e ilustração, "Portuguese Shoes", "homenageando o saber-fazer e qualidade de uma indústria que alia tradição e modernidade", e o showcase ModaPortugal, "instalação que conjuga moda, tecnologia, sustentabilidade, futuro, lifestyle, arte e design através de exemplos de produção industrial e criatividade nacional, explorando e potenciando o relacionamento entre a industria têxtil e de vestuário, marcas e designers".

Além disso, foi também encerrado o espaço "Check Point", onde há "instalações e mesas redondas, em paralelo com momentos de 'networking' que visam a disseminação nacional e internacional das últimas tendências do mercado de moda", no âmbito do 'Check Point', "um novo espaço de diálogo, desenhado para criativos, empreendedores e todo o público profissional da Lisboa Fashion Week", cuja maioria das atividades exige inscrição prévia.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou 13 distritos sob aviso vermelho por previsão de vento forte, e alguns também por agitação marítima, consequência da passagem por território continental do furacão Leslie.

Setúbal, Lisboa, Leiria, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real, Castelo Branco, Viseu e Guarda e Santarém são os distritos sob aviso vermelho, segundo as informações disponíveis na página na internet do IPMA.

O furacão Leslie vai atingir o território continental já como depressão pós-tropical, mas com ventos com "intensidades equivalentes a uma tempestade tropical", com rajadas acima dos 130 Km/hora, mas que podem atingir máximos históricos de 180/190 km/hora, segundo disse à Lusa o meteorologista do IPMA, Nuno Moreira.

Ventos fortes, agitação marítima e chuva são os principais receios da Proteção Civil para a passagem do furacão Leslie por Portugal, recomendando-se que a população se afaste das zonas costeiras e proteja pessoas e bens.

O comandante Belo Costa, da Autoridade de Proteção Civil, disse aos jornalistas que no período crítico, entre as 23:00 de sábado e as 04:00 de domingo, a recomendação é mesmo não sair de casa e evitar completamente o trânsito em zonas costeiras.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório