Meteorologia

  • 25 MAIO 2019
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 20º

Edição

"Seguramente todos desejamos que nada manche percurso de Cristiano"

António Costa sublinha, porém, que a presunção de inocência é um princípio fundamental e que não se pode “dar por adquirido” aquilo que é uma acusação.

"Seguramente todos desejamos que nada manche percurso de Cristiano"
Notícias ao Minuto

16:53 - 06/10/18 por Anabela de Sousa Dantas 

País António Costa

António Costa saiu em defesa de Cristiano Ronaldo, este sábado, à margem da cerimónia que assinala os 20 anos da atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago, em Lanzarote.

"Há um princípio fundamental que é a presunção de inocência, não basta alguém ser acusado de alguma coisa para ser culpado do que quer que seja", começou por dizer o primeiro-ministro, sobre o caso que envolve Cristiano Ronaldo e a norte-americana Kathryn Mayorga.

"Há uma coisa que está provada, é que o Cristiano Ronaldo tem sido um extraordinário profissional, um extraordinário desportista, um extraordinário futebolista e alguém que tem honrado e prestigiado muito Portugal e seguramente o que todos desejamos é que nada alguma vez manche esse percurso de Cristiano Ronaldo", acrescentou o governante, em declarações aos jornalistas.

António Costa recusa, porém, "dar por adquirido aquilo que é uma acusação" e "transformar em julgamentos populares permanentes aquilo que levou muitos anos a construir".

Kathryn Mayorga, recorde-se, acusa Cristiano Ronaldo de a ter violado num quarto de hotel em Las Vegas, 13 de junho de 2009. Na altura, a antiga professora de educação física denunciou a alegada violação às autoridades mas o caso acabou por ser arquivado quando ambas as partes assinaram um acordo de confidencialidade, que a impedia de falar sobre o alegado crime ou sobre o envolvimento do internacional português.

Os advogados de Mayorga pedem agora a anulação desse acordo, que alegam ter sido assinado sob coação, capitalizando o frágil estado emocional da norte-americana. Mediante requerimento da defesa de Mayorga, a polícia de Las Vegas anunciou, entretanto, a reabertura do caso.

Cristiano Ronaldo já veio, entretanto a público, refutar as acusações. "Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjeto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem se quer promover à minha custa", escreveu nas redes sociais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório