Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2018
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Provas internacionais de surf nos Açores geram retorno de 50 milhões

As provas internacionais de surf realizadas nos Açores nos últimos dez anos geraram um retorno financeiro estimado superior a 50 milhões de euros, segundo revelou hoje a organização do Azores Airlines Masters Championships.

Provas internacionais de surf nos Açores geram retorno de 50 milhões
Notícias ao Minuto

19:30 - 23/09/18 por Lusa

País Investimento

Em declarações aos jornalistas, no final desta prova internacional, integrada na Liga Mundial de Surf (WSL), que decorreu nos últimos dias no concelho da Ribeira Grande, ilha de São Miguel, nos Açores, a organização garante que o impacto do evento na economia local é enorme.

"Estes números são sempre difíceis de apurar com rigor, mas atrevo-me a dizer que a nossa aposta no surf, nos últimos 10 anos, representa já um retorno económico para os Açores de muito mais de 50 milhões de euros", referiu Rodrigo Herédia, responsável pela organização do evento.

Esta prova, que juntou pela primeira vez em Portugal, 30 ex-campeões de surf de todo o mundo, vem confirmar, no entender da organização, a importância estratégica dos Açores neste tipo de desporto, reforçando também a ideia de que "os Açores são o Havai da Europa".

"Procuramos com estes eventos proporcionar experiências de visitação ao território e acredito que o impacto será muito maior porque as imagens do nosso destino correm mundo e apelam à visitação", explicou, também a secretaria regional do turismo, Marta Guerreiro, em declarações aos jornalistas, no final do evento.

A governante considerou também que a presença de grandes lendas mundiais do surf de países considerados como "as grandes nações do surf", entre eles, Austrália, Hawaii, EUA, Brasil, Portugal e África do Sul, vem reforçar o seu papel junto dos países 'emissores' de turistas.

"E, no caso dos Estados Unidos, o reforço que tivemos, este ano, de ligações áreas veio também abrir as portas para que os surfistas da Costa Este dos EUA possam experimentar as ondas dos Açores, especialmente nos meses fora do verão, altura forte para a modalidade, com um tempo ameno e águas quentes", sublinhou Marta Guerreiro.

Rob Gunning, 'tour' manager europeu da World Surf League entende também que os Açores são um "destino incrível", e não apenas para a prática de surf, adiantando mesmo que este evento "está a mostrar ao mundo o melhor que a região tem para oferecer".

"Foi um espetáculo único com tantos ex-campeões mundiais da WSL reunidos depois de tantos anos afastados dos palcos internacionais da competição", realçou aquele responsável, adiantando que "as ondas na ilha de São Miguel são de classe mundial".

O Azores Airlines World Masters Championships decorreu entre 18 e 23 de setembro, na praia de Santa Bárbara, Ribeira Grande, ilha de São Miguel, e juntou 30 ex-campeões mundiais que são, atualmente, as grandes referências para a comunidade surfista.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório