Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Vigilância nas praias reforçada... na chegada do outono

Numa altura em que as previsões apontam para uma subida das temperaturas, que nos próximos dias vão rondar os 30º graus, o Instituto de Socorro a Náufragos e a Autoridade Marítima Nacional vão reforçar a vigilância nas praias. Ainda assim pedem cuidados redobrados aos banhistas que tencionam desfrutar do sol e calor.

Vigilância nas praias reforçada... na chegada do outono

Este fim de semana o outono chega, mas vem vestido de verão. De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os termómetros vão chegar aos 40º em algumas regiões.

Dada a subida de temperaturas, o Instituto de Socorro a Náufragos (ISN) decidiu reforçar a vigilância nas praias durante este período.

Em declarações aos jornalistas numa conferência de imprensa conjunta com o porta-voz da Autoridade Marítima Nacional (AMN), o comandante do ISN, Velho Gouveia, referiu que irá ser mantido “o dispositivo que está a ser aplicado mesmo antes do início da época balnear, composto por militares da Marinha e pessoal das estações salva-vidas”.

Para além disso, a “Polícia Marítima tem realizado ações de sensibilização”, um esforço que será mantido até ao final da época balnear, no dia 15 de outubro. Saliente-se, porém, que a época balnear não encerra nesse período em todo o território nacional. Aliás, apenas “49 praias encerram em outubro e as restantes fecham já a 30 de setembro”.

O ISN alertou ainda os veraneantes para privilegiarem praias vigiadas, evitando agueiros ou arribas. Porém, lembrou o porta-voz da AMN, Fernando Pereira da Fonseca, "a maioria das praias não estão vigiadas por nadadores-salvadores", como acontece nas praias de Sintra e Cascais, da Costa de Caparica, em Almada, e na costa Sul.

"Nós temos uma situação diferente este fim de semana, que é o facto de a previsão da temperatura do ar ser elevada. Estamos a falar de temperaturas em todo o país que vão rondar os 30 graus e temos também a aproximação do fim do verão, o que leva a AMN a crer que existe a possibilidade de as pessoas irem desfrutar da praia", explicou.

Tendo em conta estas condições, a AMN recomenda que, se possível, as pessoas optem "por praias ainda com vigilância permanente". Caso contrário, os banhistas devem "redobrar a atenção", já que não existem meios de salvamento e a resposta a um possível acidente "é mais lenta".

"Recomendamos que as pessoas avaliem bem as condições do estado do mar, nomeadamente a rebentação, se a maré está a encher ou vazar, as correntes que se façam sentir e, eventualmente, agueiros que consigam identificar, e se o verificarem devem evitar entrar. Em caso de dúvida das suas capacidades ou do estado do mar, não devem entrar na água", frisou.

O porta-voz da Autoridade Marítima lembrou ainda que é preciso um cuidado especial com as crianças, que "devem estar particularmente sob vigilância de um adulto e ainda mais se estiverem junto da linha de água". Além disso, referiu, não se deve entrar na água por três horas após as refeições e deve-se evitar o período de forte exposição solar entre as 12h00 e as 16h00, não entrando abruptamente na água.

"Atenção que a água também pode estar a arrefecer e se o corpo estiver muito quente e entrar na água de forma abrupta poderão sofrer algum choque térmico", sublinhou.

Ainda assim, segundo Fernando Pereira da Fonseca, a Autoridade Marítima, com o apoio da Marinha Portuguesa, vai reforçar a vigilância nas praias durante o fim de semana. "Todos os meios que estão nas capitanias e nas estações salva-vidas vão estar no mar, a navegar próximo das praias, numa presença mais ativa para, caso haja algum acidente, a resposta ser mais rápida", avançou.

A Polícia Marítima vai também efetuar uma ação de sensibilização nas praias "para lembrar as pessoas para os vários riscos que correm e, sobretudo, em praias não vigiadas".

Mas, conclui, "tudo isto não tem sucesso se as pessoas não assumirem os comportamentos de segurança, é uma forma de garantirmos que não existem acidentes graves".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório