Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Hospitais privados contra ADSE: Exigirão pagamento das faturas a 60 dias

A Assembleia-Geral da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada determinou a aplicação de várias medidas no que à relação com a ADSE diz respeito.

Hospitais privados contra ADSE: Exigirão pagamento das faturas a 60 dias

Por considerar que está em causa a transparência e o equilíbrio da relação entre os unidades hospitalares privadas e a ADSE e também por existir a necessidade de “acautelar os superiores interesses dos beneficiários” deste serviço, a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP) enumerou um conjunto de medidas que os operadores privados vão levar a cabo.

Nesta senda, a APHP informa que os hospitais privados vão começar a exigir à ADSE o pagamento das faturas a 60 dias, tal como está estipulado na lei e ao contrário do que a aquela entidade estatal faz.

“A ADSE tem nas suas regras o pagamento a 120 dias quando a lei obriga expressamente a que se cumpra um prazo de 60 dias”, lê-se num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto que frisa também que esta é uma “situação particularmente gravosa para os operadores”.

Na mesma nota, a APHP faz saber que vai “exigir a aplicação da Tabela da Ordem dos Médicos no regime convencionado, em linha com o que já acontece no regime livre e de acordo com o compromisso assumido em fevereiro de 2018”.

Por fim, os hospitais privados querem “esclarecer que, contrariamente ao acordado (...) a ADSE não contemplou na sua Tabela de Preços e Regras as diversas matérias que, assumidamente, constituem parte dos cuidados de saúde prestados aos seus beneficiários”.

Estas matérias prendem-se com a “chamada de especialistas ao atendimento médico permanente e ao internamento, a sala de observações em urgência, as diárias de curta duração, os atos de medicina com consumos, a utilização do piso de sala dos blocos cirúrgicos, os serviços de preparação e administração de fármacos ou a eventualidade do beneficiário ter necessidade de diferentes episódios hospitalares num mesmo dia”.

Os operadores privados mostram-se ainda “preocupados” com o facto de as “as recentes alterações às regras e procedimentos de faturação que a ADSE tem vindo a introduzir durante o Verão, independentemente da sua aceitabilidade, serem impossíveis de concretizar em outubro, o que pode conduzir assim já a uma significativa e muito grave rutura na prestação”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório