Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2018
Tempo
32º
MIN 31º MÁX 33º

Edição

Furacão Helene pode chegar aos Açores sábado, mas com pouca intensidade

O furacão Helene, localizado esta manhã a 2.530 quilómetros a sul-sudoeste dos Açores, deverá atingir o arquipélago no sábado embora com intensidade reduzida e já na categoria de tempestade tropical, revelou hoje o IPMA. Para já, do outro lado do Altântico há um outro Furacão a preocupar e muito as autoridades dos Estados Unidos: o Florence.

Furacão Helene pode chegar aos Açores sábado, mas com pouca intensidade
Notícias ao Minuto

13:20 - 11/09/18 por Lusa

País IPMA

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o ciclone estava esta manhã a deslocar-se para oeste-noroeste a 22 quilómetros por hora, "devendo nos próximos dias a sua trajetória alterar-se para norte-noroeste".

Nesse sentido, precisa o instituto, "existe a possibilidade" de os Açores sofrerem a "influência desta tempestade a partir do fim do dia de sábado".

Contudo, a partir de quarta-feira a intensidade do furacão "deverá começar a diminuir, sendo que a partir de sexta-feira é de prever que seja classificado como tempestade tropical".

O tamanho do Florence "é colossal"

A preocupar - e muito - as autoridades do outro lado do Atlântico está, para já, o Furacão Florence, que se formou antes do Helene.

As autoridades meteorológicas dos Estados Unidos alertaram hoje para a subida das águas numa vasta área da costa leste devido à aproximação Florence, que já obrigou à retirada de mais de um milhão de pessoas.

O tamanho do Florence "é colossal", afirmou o diretor do centro nacional de furacões norte-americano (NHC), Ken Graham, depois de especialistas admitirem que este pode ser um dos furacões mais destruidores das últimas décadas na costa atlântica dos Estados Unidos.

Os estados da Virgínia, Carolina do Norte e Carolina do Sul mantêm-se como os mais ameaçados pelo Florence, que se mantém na categoria 4 na escala de Saffir-Simpson, composta por cinco níveis, com ventos até 220 Km/h.

O estado de emergência foi declarado nestes três Estados, medida que permite desbloquear fundos federais.

O furacão progride na direção oeste e noroeste a uma velocidade de 24Km/h, segundo um boletim publicado às 09h00 TMG (10h00 em Lisboa).

O furacão deve passar hoje e quarta-feira entre as Bahamas e as Bermudas e chegar na quinta-feira à costa norte-americana.

"O furacão Florence pode causar inundações catastróficas, particularmente nas zonas costeiras" e na entrada da Baía de Chesapeake, advertiu Ralph Northam, governador da Virgínia, estado vizinho da capital federal, Washington.

A ordem de evacuação na Virgínia entrou em vigor às 08h00 locais (13h00 em Lisboa) e, segundo o governador, também os habitantes do interior do estado devem preparar-se, porque os efeitos do Florence "vão sentir-se em todo o Estado".

Na Carolina do Sul, a retirada de cerca de um milhão de habitantes deve começar também hoje, por ordem do governador, Henry McMaster, numa faixa litoral de 320 quilómetros de comprimento.

Após do Florence formaram-se já no Atlântico o furacão Helene, de categoria 2 e ventos até 175 Km/h, e a tempestade tropical Isaac, com ventos de 110 Km/h.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório