Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
20º
MIN 20º MÁX 21º

Edição

"Qual seria a angústia das pessoas se tivessem vidas destruídas?"

António Costa elogiou o trabalho dos que ajudaram a dominar o incêndio de Monchique. Considera que agora é tempo fazer "trabalho de fundo de reordenamento económico da serra" algarvia.

"Qual seria a angústia das pessoas se tivessem vidas destruídas?"
Notícias ao Minuto

20:36 - 10/08/18 por Fábio Nunes 

País António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, teve oportunidade de agradecer pessoalmente aos GIPS da GNR pelo seu contributo no combate ao incêndio na serra de Monchique, que encontra-se finalmente dominado. "Era meu dever dar um abraço a todos os que contribuíram para dominar este incêndio", disse o Chefe de Estado em declarações aos jornalistas.

De seguida, sublinhou o "trabalho muito duro de rescaldo que vamos ter de fazer" e falou ainda na análise que terá de ser feita pelas autoridades à mancha de eucalipto na Serra de Monchique.

"Há uma grande vontade e grande empenho das autarquias em fazer este trabalho de fundo de reordenamento económico desta serra, de forma a que não esteja tão dependente da floresta de crescimento rápido", afirmou António Costa.

O primeiro-ministro voltou a responder às questões sobre a destruição de algumas casas e a angústia de quem queria ter ficado a protegê-las. 

"Mas quem é que não pode perceber a angústia de quem perdeu seja um eucaliptal, seja a sua casa, seja os seus animais. Esse é um desespero que toda a gente tem. É terrível ter uma casa reconstruída mas uma casa reconstrói-se. A vida humana não", frisou António Costa. 

"Pergunto qual seria a angústia das pessoas se em vez de terem bens materiais destruídos, tivessem vidas humanas destruídas. Essa é uma angústia que não seria suportável para ninguém", acrescentou. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.