Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
20º
MIN 20º MÁX 21º

Edição

"Todas as necessidades estão identificadas e para todas há resposta"

O chefe do Governo deixou esta garantia no final de uma reunião, de cerca de duas horas, com os presidentes de Câmara dos concelhos afetados pelo incêndio.

"Todas as necessidades estão identificadas e para todas há resposta"
Notícias ao Minuto

19:00 - 10/08/18 por Andrea Pinto com Lusa 

País António Costa

O primeiro-ministro António Costa reuniu esta sexta-feira com os responsáveis das autarquias de Monchique, Portimão e Silves e deu a conhecer as medidas estabelecidas para que se comece a proceder ao apoio às populações afetadas pelo incêndio que deflagrou, durante oito dias, nos concelhos.

Em conferência de imprensa, António Costa disse que ainda não é possível estabelecer um valor certo para os prejuízos sofridos, mas garantiu que "todas as necessidades estão identificadas e para nenhuma delas falta uma resposta".

Nas medidas estabelecidas, prevê-se o apoio a famílias cujas habitações foram afetadas pelo incêndio ou que perderam animais, nomeadamente no que diz respeito à sua alimentação.

Pelo menos 17 casas de primeira habitação ficaram destruídas no concelho de Monchique durante o incêndio que lavrou na última semana, anunciou o primeiro-ministro, disponibilizando apoios nesta matéria através do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana. Treze primeiras habitações situam-se em Alferce e as restantes quatro em Monchique.

Questionado pelos jornalistas, o presidente da Câmara de Monchique indicou que estas 17 habitações necessitam de uma "reconstrução total".

António Costa não soube esclarecer o tempo  que será necessário para apoiar todas as famílias afetadas, explicando que cada caso é um caso e que tudo dependerá do nível de necessidade de cada família.

No entanto, para o primeiro ministro, a “medida mais importante” prende-se com o “reordenamento económico da serra de Monchique de forma a assegurar que não tenha a sua atividade tão dependente das espécies de crescimento rápido [como o eucalipto] e possa ter uma maior diversidade e contribuir para enriquecer a oferta turística do Algarve, que não assente somente nas magnificas praias e no mar e possa valorizar cada vez mais a componente da natureza". A coordenação deste mesmo plano será da responsabilidade do presidente daquela câmara.

Confrontado mais uma vez sobre declarações anteriores, em que foi acusado de ter desvalorizado a gravidade deste incêndio, o socialista voltou a salientar que “seria estranho num incêndio destas dimensões não houvesse feridos”, e salientou que “há que registar de forma positiva que não houve perdas de vida”.

Mais indignado esclareceu: “falar da excecionalidade de Monchique não foi diminuir a gravidade mas assentuá-la. Se não fosse essa excecionalidade não estaria aqui hoje, grande parte dos membros do governo não teriam vindo aqui, o presidente da República não viria amanhã. O ser excecional não diminui gravidade”, atirou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.