Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 19º

Edição

Incêndios: Portimão aciona linha para gerir donativos e evitar excessos

A Câmara de Portimão está a utilizar o número municipal de Proteção Civil para a gestão de donativos, que desde o início do incêndio em Monchique chegam de forma massiva aos bombeiros e locais onde pernoitam as pessoas afetadas.

Incêndios: Portimão aciona linha para gerir donativos e evitar excessos
Notícias ao Minuto

09:12 - 09/08/18 por Lusa

País Câmara

A Linha "Proteção 24", disponível através do número 808 282 112, concentra toda a informação sobre voluntariado e donativos, funcionando como o canal que cidadãos e empresas deverão contactar para poderem prestar o seu contributo de forma útil e direcionado às reais necessidades de bens.

Segundo disse à Lusa fonte da Câmara de Portimão, concelho também atingido pelas chamas e onde se localiza o pavihão onde têm pernoitado o maior número de pessoas deslocadas, "as necessidades são muito voláteis" e a tipologia dos donativos necessários "altera-se de uma forma constante", tendo sido necessário adotar uma forma coordenada de gestão.

Ao pavilhão Portimão Arena têm chegado, desde o início da semana, paletes de água engarrafada, bens alimentares e também muitos produtos para bebés: fraldas, papas, pomadas, soro fisiológico e todo o tipo de bens que nem sempre são necessários, ou prioritários, para as pessoas afetadas e que ali permanecem apenas temporariamente.

Nos corredores que rodeiam o pavilhão, junto à zona da cozinha, acumulam-se centenas de garrafas de água e no local onde se confecionam os alimentos e onde existe uma despensa, o espaço começa a ser escasso para armazenar a quantidade de bens doados, constatou a Lusa no local.

Além dos donativos de todo o tipo de bens, têm também aparecido pessoas a oferecerem-se como voluntárias para ajudar, mas segundo a mesma fonte, desde terça-feira que estão a informar as pessoas de que não é necessário mais apoio, existindo já, até, uma lista de espera de voluntários.

"Estamos autossuficientes ao nível de bens e voluntariado", referiu a mesma fonte da autarquia, acrescentando que "tem de haver organização para se poder potenciar a boa vontade das pessoas".

Enquanto a Lusa esteve em reportagem no pavilhão, pelo menos duas pessoas dirigiram-se aos responsáveis para saber onde podem entregar donativos, cenário que a Lusa já tinha presenciado nos quartéis de bombeiros de Monchique e Silves.

As refeições que são distribuídas às pessoas que estão alojadas no Portimão Arena são doadas por hotéis da zona, que disponibilizaram também roupa de cama.

No interior do pavilhão estão também dezenas de peças de roupa, sobretudo de criança, catalogada por idades, doadas por instituições ou particulares, já que muitos dos afetados tiveram de abandonar as suas casas com a roupa que tinham no corpo.

Também é numa escola em Portimão que são confecionadas as refeições para serem levadas para os operacionais que estão no teatro de operações, distribuídas depois pelo Corpo Nacional de Escutas.

O Centro Municipal de Proteção Civil de Portimão, instalado no quartel dos Bombeiros de Portimão, foi também ativado como ponto de receção, recolha e distribuição dos futuros donativos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório