Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2018
Tempo
24º
MIN 23º MÁX 25º

Edição

Centro de Reprodução do Lince Ibérico evacuado por prevenção

Os 29 linces que se encontravam no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico (CNRLI) em Silves, no distrito de Faro, foram hoje retirados por prevenção, devido ao incêndio que deflagrou em Monchique, e deslocados para instalações em Espanha.

Centro de Reprodução do Lince Ibérico evacuado por prevenção
Notícias ao Minuto

18:46 - 08/08/18 por Lusa

País Silves

A decisão do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) constitui "uma medida preventiva já prevista no plano de contingência, ativado desde domingo", pelo que, desde essa altura, estavam no local todos os meios humanos e materiais para defesa e evacuação do CNRLI.

"Os animais serão deslocados para instalações dos parceiros espanhóis, que já colocaram à disposição de Portugal todo o apoio necessário", avançou o gabinete do ministro do Ambiente, em comunicado, acrescentando que a acompanhar os linces estão "técnicos do CNRLI e do ICNF, bem como a equipa de gestão do Centro, constituída por veterinários, tratadores e outros técnicos especializados".

Além dos profissionais que estão a cuidar dos animais, encontram-se no terreno "equipas de vigilantes da natureza e uma equipa do corpo de fuzileiros da Marinha, entre outros operacionais".

De acordo com a tutela do Ambiente, o ICNF desenvolveu ações de gestão de combustível na área envolvente aos cercados, edifícios e na área perimetral do CNRLI durante 2017, de forma a "diminuir o risco de incêndio e estabelecer faixas e mosaicos de proteção ao próprio centro".

Construído de acordo com as recomendações do Comité de Cria em Cativeiro do Lince Ibérico e inaugurado em 22 de maio de 2009, o CNRLI integra a Rede Ibérica de Centros de Reprodução do Lince-ibérico, que é responsável pelo programa de reprodução e troca de animais, orientadas pelas necessidades demográficas e genéticas do Programa de Conservação 'Ex Situ'.

O incêndio rural deflagrou na sexta-feira à tarde em Monchique, no distrito de Faro, e alastrou-se aos concelhos vizinhos de Portimão e de Silves, onde hoje está a lavrar com intensidade e às portas daquela cidade algarvia.

Segundo um balanço feito hoje de manhã, há 32 feridos, um dos quais em estado grave (uma idosa internada em Lisboa), e 181 pessoas mantêm-se deslocadas, depois da evacuação de várias localidades.

De acordo com o Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais, as chamas já consumiram mais de 21.300 hectares. Em 2003, um grande incêndio destruiu cerca de 41 mil hectares nos concelhos de Monchique, Portimão, Aljezur e Lagos.

Na terça-feira, ao quinto dia de incêndio, as operações passaram a ter coordenação nacional, na dependência direta do comandante nacional da Proteção Civil, depois de terem estado sob a gestão do comando distrital.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório