Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
31º
MIN 29º MÁX 33º

Edição

Sporting: Interrogatório dos oitos arguidos já está concluído

O juiz de instrução criminal do Tribunal do Barreiro deu hoje por concluído o interrogatório a oito detidos suspeitos de envolvimento nos incidentes de 15 de maio na Academia do Sporting, em Alcochete, e apenas um arguido prestou declarações.

Sporting: Interrogatório dos oitos arguidos já está concluído
Notícias ao Minuto

13:36 - 11/07/18 por Lusa

País Sporting

Os trabalhos do tribunal foram suspensos para almoço e deverão ser retomados às 14:00, com as alegações finais.

A advogada de um dos detidos admitiu a possibilidade de o juiz Carlos Delca anunciar ainda hoje as medidas de coação a aplicar aos oito arguidos, que se juntam aos 27 anteriormente detidos que ficaram em prisão preventiva.

Além dos oito que estão no Tribunal do Barreiro, há um nono elemento detido, ao qual já foi decretada a medida de coação de prisão de preventiva, por impossibilidade de comparecer em interrogatório judicial no prazo legal previsto de 48 horas, por motivo de saúde.

Na operação conjunta realizada na segunda-feira pela Guarda Nacional Republicana (GNR) e Polícia de Segurança Pública (PSP), foram ainda identificados e constituídos arguidos mais três pessoas, às quais foi aplicada a medida de coação menos grave, de termo de identidade e residência.

Antes do interrogatório, Carlos Delca disse aos jornalistas que há mais dois ou três suspeitos de envolvimento nos incidentes que ocorreram em Alcochete e que culminaram com agressões a jogadores e treinadores da equipa de futebol do Sporting, mas que não estão em Portugal e ainda não foram constituídos arguidos.

A operação decorreu de uma investigação dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa às agressões a jogadores e técnicos da equipa de futebol do Sporting, levadas a cabo por cerca de 40 alegados adeptos encapuzados, em 15 de maio.

Na altura, a GNR deteve 23 dos atacantes, que permanecem em prisão preventiva.

Mais tarde, em 05 de junho, foram detidas pelas autoridades mais quatro pessoas, entre elas o antigo líder da Juventude Leonina Fernando Mendes, que também ficaram em prisão preventiva.

Ao todo, com as detenções efetuadas na segunda-feira, estão detidas 36 pessoas relacionadas com este caso.

Os arguidos que já foram indiciados respondem por vários crimes, nomeadamente, sequestro, ofensa à integridade física qualificada, introdução em lugar vedado ao público, dano com violência, terrorismo, resistência e coação sobre funcionário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.