Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 21º

Edição

Saúde. Principais reclamações e unidades hospitalares campeãs de queixas

Segundo o relatório divulgado pela Entidade Reguladora da Saúde, os utentes reclamaram mais 18,4% do que em 2016.

Saúde. Principais reclamações e unidades hospitalares campeãs de queixas

A Entidade Reguladora da Saúde divulgou um relatório e a que chamou ‘Sistema de Gestão de Reclamações’, a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Este relatório dá conta das reclamações, sugestões e elogios nas diferentes unidades hospitalares e centros de saúde no nosso país em 2017. Neste documento são abordados 10 temas distintos: o acesso a cuidados de saúde, cuidados de saúde e segurança do doente, elogio/ louvor, focalização no utente, instalações e serviços complementares, procedimentos administrativos, questões financeiras, sugestão, tempos de espera e outros temas, onde se incluem situações não contempladas nos restantes campos. 

No campo das reclamações, o relatório mostra que existiram 70.120 processos, ou seja, um aumento de 18,4% em relação ao ano transato. Isto é, 2016, onde as reclamações foram apenas 59.224. No mesmo documento percebe-se que, excetuando o mês de abril, em todos os restantes meses foram feitas mais reclamações do que no ano anterior. 

Ainda dentro das reclamações, a temática que mais preocupa os utentes prende-se com, os “procedimentos administrativos” que representam 20,3% das queixas. Seguem-se os “tempos de espera” (19,5%) e “focalização no utente” (17%). Aqui, sim, a percentagem manteve-se em relação a 2016.

Dentro da caixa das reclamações de “procedimentos administrativos” destacam-se mais exposições devido à qualidade da informação institucional disponibilizada, com 21,4% do total de assuntos mencionados neste tema. 

E os hospitais campeões das reclamações foram...

As unidades de saúde públicas com internamento mais visadas nas reclamações foram o Hospital do Professor Doutor Fernando Fonseca, com 2,185 reclamações, e a Unidade Hospitalar de Faro (1.940). Ainda no setor público, mas em estabelecimentos que não contemplam internamento, o maior número de reclamações vai para o Agrupamento dos Centros de Saúde II – Barlavento – Undade de Saúde de Portimão (348) e ACES LX Ocidental – USF Delta/UCSP/USP Paço D’Arcos (301). 

No setor privado com internamento, o Hospital da Luz foi o campeão da reclamações (1149), seguido pela CUF das Descobertas (999). Por outro lado, nos estabelecimentos sem internamento foram o Centro Clínico Ambulatório (530) e a Clínica Parque dos Poetas (328) a destacar-se. 

No setor social (estabelecimentos com internamento) foi o Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa foi quem recebeu mais reclamações, contabilizando 105. Se retirarmos o internamento, a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal a mais visada, com 28 reclamações. 

Quanto a parcerias público-privadas, são a Escala Braga Sociedade Gestora do Estabelecimento (1.442) e o Hospital Beatriz Ângelo (1.370) a ocupar os lugares cimeiros na tabela das reclamações.

Mas nem tudo são reclamações, sendo que os utentes também elogiam e deixam sugestões, ainda que, claro, em menor número. No mesmo documento, percebe-se que foram submetidos à ERS 8.948 elogios, com destaque para o pessoal clínico (29,2%) e o funcionamento dos serviços clínicos ( 22,6%). Os utentes submeteram também 1.021 sugestões, maioritariamente dirigidas às instalações das instituições (28,5%) e ao funcionamento dos serviços clínicos (21,7%). 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório