Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

'APENAS' UM GATO! A incrível história do Oásis

Parceria com a Sociedade Protectora dos Animais

'Apenas' um gato, 'apenas' mais um animal sem dono! 'Apenas' uma vida que calhou nascer sem proteção! Mas será que uma vida pode ter dono?

'APENAS' UM GATO! A incrível história do Oásis

"Será que uma vida pode ter dono? Há mais de um século, achava-se que sim, mas hoje será que podemos continuar a pensar o mesmo? Não, porque todos somos demasiado imperfeitos para tal, por isso, em vez de nos acharmos donos deveríamos portar-nos apenas como família.

E se essa vida for diferente das outras da sua espécie, ou melhor, se for portadora de deficiência? Bem, aí fazem-se escolhas e tomam-se opções.

E se for 'apenas' um gato que nasceu diferente dos outros da sua espécie? Para muitos, a opção tomada não causa problemas de consciência, mas, para outros, não existem escolhas a fazer e a opção é clara, porque sabem que apenas são donos dos seus sentimentos e por isso os respeitam.

O Oásis era 'apenas' um gato que nascera há uns meses, com a coluna vertebral deformada e sem conseguir andar, num hotel de Cabo Verde. Que incómodo vê-lo arrastar-se com as feridas cheias de moscas, pingando urina no empedrado junto à piscina e vasculhando comida nos caixotes do lixo! Já o tinham condenado à morte, mas os jardineiros demoraram, porque tinham demasiados afazeres, e ele lá foi lutando para sobreviver, arriscando dia após dia, talvez porque ouviu algures a palavra esperança e acreditou nela...

Diz-se que os gatos pressentem as coisas e que a sua energia é especial e acredito que sim, porque nos conhecemos logo na manhã do meu primeiro dia de férias, à porta do meu quarto, e os seus enormes olhos verdes devem ter reconhecido os meus, da mesma cor, achando-os talvez familiares.

E foi aí que aprendi que as diferenças não existem, mesmo quando se trata 'apenas' de um gato! Durante a minha semana de férias, conheci amigos parecidos comigo, colocámos-lhe o nome - Oásis - e percebemos que não era possível metê-lo num saco e entrar com ele no avião de regresso e menos ainda tratar da difícil documentação de embarque.

Mas como ficariam as nossas consciências, depois de falhar uma promessa? Como seria ter negado o direito à vida a um ser com tão parcos recursos? Conseguiríamos dormir em paz todas as noites, sem os pesadelos do seu sofrimento? Eu não, porque esse gato deu-me uma lição de vida e não se podem esquecer jamais os nossos maiores mestres! Jamais se pode desistir. E esses desconhecidos que 'apenas' um gato conseguiu transformar em meus amigos, ficaram mais alguns dias por lá e conseguiram alguém para dele cuidar.

Voltei de férias com a firme decisão de voltar a Cabo Verde por ele. Pesquisei, fiz contactos e, da forma menos ortodoxa possível, tratei da documentação para a sua viagem. Pouco mais de um mês depois, comprei a minha passagem de volta, mas recebi notícias alarmantes dois dias antes da minha chegada. O Oásis tinha sido abandonado no pátio sujo da sua cuidadora e estava mal, mas a veterinária local que nos apoiara conseguiu que sobrevivesse e que ele voltasse ao hotel na noite em que cheguei, para me esperar.

Reconheceu-me quando o chamei, endireitou-se e miou baixinho. Não nos largámos mais! Estava demasiado fraco, com feridas profundas por se arrastar no chão sujo onde estivera. Tinha peles podres penduradas e de onde tinham saído as larvas que o tinham deixado febril. Moribundo. Chorei muito nessa noite, mas ele estava feliz por me ver e deu-me forças para o tratar, alimentar e descansar em paz até ao dia de o trazer comigo.

Passaram vários anos, desde 2009 até hoje, e continuamos juntos! Aprendi a viver com a sua deficiência, porque após todos os esforços e tratamentos, ele nunca recuperou o andar, mas ensinou-me como dele cuidar, pressionando-lhe a bexiga para a urina não pingar nem provocar infeções, e cuidando-me ele a mim nos dias mais tristes com o seu infindável carinho, mostrando-me que 'apenas' um gato pode fazer milagres e tornar a vida mais bela.

OBRIGADA, OÁSIS!"

Teresa Botelho

Sociedade Protectora dos Animais

Notícias ao MinutoOásis© Sociedade Protectora dos Animais

Parceria com a
Sociedade protectora dos animais
Siga-os nas redes sociais!

Siga-os no Facebook Siga-os no Instagram

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório