Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 21º

Edição

Ativistas manifestam-se quinta-feira em frente a embaixada de Israel

Movimento ‘um activismo por dia’ protesta contra a nova embaixada norte-americana em Jerusalém e contra a morte de mais de 100 palestinianos, nas últimas semanas, pelas forças israelitas.

Ativistas manifestam-se quinta-feira em frente a embaixada de Israel
Notícias ao Minuto

21:59 - 22/05/18 por Pedro Bastos Reis 

País Protesto

O movimento de cidadãos e cidadãs ‘um activismo por dia’ convocou uma manifestação para a próxima quinta-feira em frente à embaixada de Israel, em Lisboa. O protesto está marcado para as 18h00 e pretende denunciar, particularmente, os acontecimentos das últimas semanas, que causaram a morte de mais de uma centena de palestinianos às mãos do exército israelita.

Num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, o movimento reitera que “as mortes, o bloqueio e a ocupação por parte de Israel não podem ficar impunes”, pelo que decidiu convocar o protesto.

“É impossível não olharmos para o Estado de Israel como estando em tremenda oposição com os mais elementares valores de um mundo libertário, ou seja, sem hierarquias, fronteiras e onde os Direitos Humanos são basilares”, lê-se no documento.

“Protestamos contra Jerusalém como capital Israelita, contra a nova embaixada dos EUA, contra a matança de pessoas palestinianas e contra a propaganda de branqueamento destes crimes”, sublinha o movimento ‘um activismo por dia’.

No passado dia 14 de maio, foi inaugurada a nova embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém. O mesmo dia ficou marcada pela mancha de sangue em Gaza, com pelo menos 60 palestinianos a serem mortos pelo exército israelita quando participavam nas manifestações da Marcha do Retorno, que começaram a 30 de março e pretendiam exigir o retorno dos palestinianos às terras de onde foram expulsos, há 70 anos, quando foi criado o estado de Israel.

Desde o início das manifestações em Gaza, na fronteira com Israel, morreram mais de 100 palestinianos e cerca de 2500 ficaram feridos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório