Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2018
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 19º

Edição

Buscas no Sporting: Quatro detidos, entre eles estará André Geraldes

A Procuradoria Geral da República (PGR) confirmou ao Notícias ao Minuto que estão a decorrer buscas na sequência do inquérito aberto sobre o alegado esquema de corrupção no andebol do Sporting na época passada. A Polícia Judiciária confirma quatro detenções.

Buscas no Sporting: Quatro detidos, entre eles estará André Geraldes
Notícias ao Minuto

10:52 - 16/05/18 por Melissa Lopes 

País Ministério Público

"Ao abrigo do disposto no art.º 86.º, n.º 13, al. b) do Código de Processo Penal, confirma-se a realização de buscas no âmbito de inquérito dirigido pelo Ministério Público do DIAP do Porto", confirmou  o Ministério Público numa nota à comunicação social. Uma informação que, de resto, já havia sido avançada pelo Notícias ao Minuto durante a manhã desta quarta-feira.

Entretanto, a Polícia Judiciária, num comunicado enviado às redações, confirma quatro detenções no âmbito da Operação Cashball. Sem nunca mencionar o Sporting, detalha a PJ que "a operação, que envolveu 40 elementos da Polícia Judiciária, incluiu cerca de uma dezena de buscas domiciliárias e em clube desportivo."

De acordo com o que indica a RTP3, um dos detidos é André Geraldes, atual diretor do departamento de Futebol do clube leonino, diretor das modalidades na época passada. O empresário Paulo Silva e dois alegados intermediários no esquema de corrupção no andebol, Gonçalo Rodrigues e João Gonçalves, também terão sido detidos. 

Por seu turno, a TVI adianta que as suspeitas que motivaram as buscas desta manhã não só estão relacionadas com a modalidade de andebol, como também incidirão sobre o campeonato de futebol. 

Relativamente ao andebol, em causa está, recorde-se, um alegado esquema de corrupção denunciado ontem pelo Correio da Manhã (CM), que terá passado pela suposta compra de equipas de arbitragem que participavam nos jogos de andebol profissional.

Os juízes de campo terão sido aliciados com quantias em dinheiro, que chegariam aos dois mil euros, para que, 16 anos após o último título, a equipa de Alvalade chegasse novamente ao topo da classificação.

De acordo com a edição de terça-feira do referido jornal, Paulo Silva, intermediário dos 'leões', que agora se diz arrependido, afirma que os pagamentos aos árbitros eram realizados não só nos jogos em que a equipa sportinguista jogava, mas também naqueles em que o resultado favorecesse o Sporting.

A Federação Portuguesa de Andebol reagiu, em comunicado, mostrando-se "disponível para colaborar com as entidades competentes", anunciando ainda que irá avançar com uma “denúncia obrigatória ao Ministério Público”, assim como com uma participação “ao Conselho de Disciplina”.

Também o Sporting se pronunciou ontem, repudiando, por sua vez, o que diz ser uma campanha que "visa exclusivamente denegrir a imagem" do clube. "O  Sporting é um alvo a abater porque é o único clube que, genuinamente, continua a lutar e a querer transparência e verdade desportiva em Portugal”, pode ler-se na nota que emitida pelo emblema leonino.

Este alegado esquema de corrupção vem à tona numa altura que o clube leonino enfrenta uma nova crise, tendo-se vivido ontem um dia negro em Alcochete na sequência de agressões por parte de um grupo de adeptos do Sporting a jogadores e equipa técnica, isto depois de a equipa de futebol ter falhado o segundo lugar do campeonato e, consequentemente, a possibilidade de jogar na Liga dos Campeões.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.