Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2018
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Congressista do Utah usou dinheiro público para sexo com prostitutas

Um antigo congressista do Estado do Utah, crítico da prostituição, pagou pelo menos dois quartos de hotel com dinheiro dos contribuintes para se encontrar com prostitutas, segundo cópias dos seus recibos fornecidas à Associated Press.

Congressista do Utah usou dinheiro público para sexo com prostitutas
Notícias ao Minuto

23:42 - 09/02/18 por Lusa

Mundo Jon Stanard

O sítio de informação na internet DailyMail.com avançou que o republicano Jon Stanard, que integrou a Câmara dos Representantes do Utah, contratou prostitutas por duas vezes em 2017, o que levou a que dirigentes desta câmara e do órgão eleitoral estadual a investigarem se dinheiros públicos ou da campanha tinham sido usados para os encontros no hotel.

O presidente do Senado estadual, Wayne Niederhauser, preveniu os eleitos para estarem alerta, citando um senador que disse à imprensa que uma mulher não identificada foi ao seu quarto de hotel na noite de quinta-feira, insistindo que era o seu "encontro".

Niederhauser disse que a polícia iria investigar e aconselhou os congressistas a evitarem viajar sozinhos, porque alguém pode tentar embaraçá-los ou armadilhá-los para os extorquir ou vender a história.

Não deu mais detalhes sobre a história que envolveu o senador republicano estadual Evan Vickers, que disse aos jornalistas que a mulher saiu quando ele chamou outro congressista para o quarto.

No caso de Stanard, os recibos fornecidos pela Câmara dos Representantes do Utah House mostram que ele foi reembolsado de 225 dólares (184 euros) por despesas com quartos de hotel em Salt Lake City em junho e agosto de 2017, quando participou em reuniões no Capitólio (local de reunião do Congresso) estadual.

Stanard vive a quatro horas de distância do Capitólio, na cidade de St. George.

As datas, os nomes dos hotéis e um número de quarto correspondem às mensagens de texto divulgadas pelo DailyMail.com.

Stanard, que se demitiu de forma abrupta na terça-feira à noite, não respondeu a chamadas telefónicas nem a mensagens de texto e o seu advogado, Walter Bugden, declinou fazer comentários.

Stanard, que é casado, esteve cinco anos na Câmara dos Representantes. Em 2017 votou a favor de leis estaduais mais severas sobre a prostituição, incluindo elevar a pena para os que foram condenados duas vezes por solicitação.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.