Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2018
Tempo
24º
MIN 21º MÁX 27º

Edição

Ex-presidente da Arménia eleito primeiro-ministro pelo parlamento

O ex-presidente arménio Serge Sarkissian foi esta terça-feira eleito primeiro-ministro pelo parlamento do país, apesar dos protestos que decorrem há vários dias na Ierevan, a capital desta antiga república soviética do Cáucaso do Sul.

Ex-presidente da Arménia eleito primeiro-ministro pelo parlamento
Notícias ao Minuto

15:00 - 17/04/18 por Lusa

Mundo Serge Sarkissian

A sua candidatura, proposta pelo Partido republicano no poder, foi apoiada por 77 deputados e teve 17 votos contra.

Serge Sarkissian, 63 anos, que concluiu em março o seu segundo e último mandato presidencial, regressa desta forma ao poder efetivo do país, após a revisão constitucional de 2015, contestada pela oposição, ter reduzido os poderes presidenciais a funções essencialmente protocolares, e reforçado as funções do primeiro-ministro.

A designação de Serge Sarkissian segue-se à tomada de posse, em 9 de abril, do novo Presidente arménio Armen Sarkissian, com o mesmo nome de família do seu antecessor, mas sem ligações de parentesco.

Armen Sarkissian, 64 anos, prestou juramento perante o parlamento deste pequeno país do Cáucaso, após ter sido eleito pelos deputados para a chefia do Estado no início de março.

Por sua vez, Serge Sarkissian, antigo oficial do exército e considerado "pró-russo", ocupava o cargo de presidente desde 2008, após as funções de primeiro-ministro em 2007-2008.

A sua primeira vitória presidencial originou confrontos entre manifestantes e forças policiais que provocaram dez mortos. Em 2013 garantiu um segundo mandato.

Desde sexta-feira que decorrem protestos em Ierevan, onde mais de 4.000 pessoas desceram à rua para denunciar a intenção do antigo presidente de permanecer no poder nesta antiga república soviética, agora na qualidade de chefe do Governo.

Na segunda-feira, dezenas de pessoas ficaram feridas durante novos confrontos entre a polícia e manifestantes.

Os últimos grandes protestos na Arménia remontam a julho de 2016, quando opositores que exigiam a demissão do governo fizeram diversos reféns numa esquadra policial em Ierevan.

Os apoiantes desta ação envolveram-se na ocasião em violentos confrontos com as forças policiais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório