Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2018
Tempo
30º
MIN 29º MÁX 31º

Edição

Deputada e heroína ucraniana Nadiya Savchenko detida por "terrorismo"

A piloto e deputada Nadiya Savchenko foi hoje detida no parlamento da Ucrânia por alegadamente planear um ataque terrorista contra membros do Governo do Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko.

Deputada e heroína ucraniana Nadiya Savchenko detida por "terrorismo"
Notícias ao Minuto

15:40 - 22/03/18 por Lusa

Mundo Ucrânia

Segundo informações das autoridades ucranianas, Savchenko -- até agora considerada uma heroína nacional por ter estado detida dois anos na Rússia -- enfrenta diversas acusações por suposta tentativa de golpe de Estado, e após lhe ter sido retirada a imunidade parlamentar.

A procurador-geral da Ucrânia, Yuri Lutsenko, assegurou hoje ter provas de que Savchenko contactou com membros do Serviço de Segurança ucraniano (SBU) para os convencer a preparar um ataque contra "altos cargos" do governo, e que teria o envolvimento da Rússia.

"Conhecemos factos que provam a participação da Federação da Rússia, como inimiga do Estado ucraniano, no fornecimento de armas a pessoas que planeavam cometer um ato terrorista contra os principais líderes do Estado e a população da capital com o objetivo de derrubar a ordem constitucional", acrescentou Lutsenko.

Savchenko considerou as acusações "absurdas" e afirmou que a ideia de organizar um golpe de Estado "não passa de uma provocação política".

A ex-piloto converteu-se num símbolo da resistência ucraniana contra as milícias separatistas pró-russas do leste do país, e em 2014 foi condenada na Rússia a 22 anos de prisão por ter intencionalmente dirigido um ataque com morteiros contra um posto de controlo rebelde na região de Lugansk onde estavam dois jornalistas da televisão russa, que foram mortos.

Savchenko sempre se declarou inocente, tendo sido libertada em maio de 2016, após um indulto na Rússia, e trocada por dois agentes dos serviços de informações russos na sequência de um acordo entre os dois países.

De regresso à Ucrânia, foi condecorada com a Estela de Ouro pelo Presidente Poroshenko, e iniciou os primeiros passos na política ucraniana como deputada da Rada Suprema (parlamento).

Nos últimos meses, começou a acusar o governo Poroshenko de "crimes contra o povo ucraniano" e apelou diretamente à população para exigir uma alteração do atual poder.

Na sua perspetiva, as atuais acusações estão relacionadas com uma viagem que efetuou recentemente ao exterior para "testemunhar em instâncias legais e judiciais europeias contra a corrupção de Poroshenko" e a "criminalidade" do atual governo de Kiev.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório