Meteorologia

  • 17 MAIO 2022
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 25º

Israel impedirá os seus inimigos de obterem a arma atómica

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu reafirmou hoje a determinação de Israel em impedir os seus "inimigos" de obterem a arma atómica, algumas horas depois do Estado hebreu ter reconhecido um ataque aéreo em 2007 contra um "reator nuclear" na Síria.

Israel impedirá os seus inimigos de obterem a arma atómica
Notícias ao Minuto

16:38 - 21/03/18 por Lusa

Mundo PM

O governo israelita, o exército israelita "e a Mossad (serviços secretos) impediram a Síria de desenvolver uma capacidade nuclear e merecem todo o crédito", declarou Netanyahu na rede social Twitter.

"A posição israelita foi e continua a ser: impedir os nossos inimigos de obterem" a arma atómica, adiantou.

Esta foi a primeira reação de Netanyahu sobre o reconhecimento por Israel do ataque aéreo contra o complexo de Al-Kibar, na província síria de Deir Ezzor (leste), na noite de 5 para 6 de setembro de 2007, embora não houvessem dúvidas de que o Estado judeu estava por trás dele.

O reconhecimento coincide com a multiplicação de alertas por parte de Israel contra o reforço da presença militar iraniana na Síria em guerra e apelos para que seja corrigido ou anulado o acordo entre as grandes potências ocidentais e Teerão sobre o programa nuclear da República Islâmica.

Netanyahu não mencionou o Irão na sua mensagem no Twitter.

Antes, o ministro da Defesa israelita, Avigdor Lieberman, tinha afirmado: "O poder do nosso exército, da nossa aviação e das nossas capacidades de informações reforçou-se bastante face a 2007. Todos no Médio Oriente têm interesse em ter em conta essa equação".

Igualmente numa mensagem no Twitter, o ministro encarregado dos serviços de informações, Yisrael Katz, advertiu: "Israel nunca permitirá que a arma atómica caia nas mãos daqueles que ameaçam a sua existência: ontem a Síria, hoje o Irão".

A possibilidade de um ataque israelita contra instalações nucleares iranianas tem sido objeto de intensa especulação.

Em 1981 e apesar da oposição de Washington, Israel bombardeou um reator nuclear iraquiano em Osirak. Um técnico francês foi morto no ataque aéreo.

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório