Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2018
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 23º

Edição

Rússia: Projeções apontam para vitória de Putin

Terminou votação na Rússia para as eleições presidenciais. E as primeiras projeções apontam para a vitória de Putin, com 73% a 77% dos votos, avança a SIC Notícias.

Rússia: Projeções apontam para vitória de Putin

As assembleias de voto fecharam hoje, em Moscovo, e nas grandes cidades da Rússia, onde Vladimir Putin se prepara para ser reeleito numas eleições presidenciais que convocam mais de 107 milhões de eleitores.

As eleições russas estão também a ser marcadas por acusações de fraude pela oposição.

As primeiras sondagens foram conhecidas às 18h00 de hoje, hora do fecho no enclave russo de Kaliningrado, e apontam para a vitória de Putin,  com 73% a 77% dos votos. 

O Presidente russo, de 65 anos, há mais de 18 no poder, deverá conquistar um quarto mandato, até 2024, mas a oposição lançou acusações de que a participação nas urnas foi aumentada através de fraudes.

A meio da tarde, a afluência às urnas atingia os 59,5% segundo a Comissão Eleitoral, um pouco mais elevada do que em 2012, quando Vladimir Putin regressou ao Kremlin.

Afastado da eleição devido a uma condenação judiciária, o principal opositor, Alexeï Navalny, acusou o Kremlin de insuflar a mobilização através de fraudes nas urnas e transporte maciço de eleitores.

A Organização Não Governamental Golos, especializada na supervisão de eleições, escreveu no seu sítio ´online´ que às 17h00 foram contabilizadas 2.472 irregularidades, como votos múltiplos, ou entraves ao trabalho dos observadores.

A presidente da Comissão Eleitoral, Ella Pamfilova, estimou, no entanto, que "não houve assim tantas irregularidades", enquanto a equipa de Putin contou 200.

Nas últimas sondagens, Putin obtém 70% dos votos, enquanto o seu principal oponente, candidato comunista Pavel Groudinine, deverá receber 7%, e em terceiro lugar o ultranacionalista Vladimir Jirinovski, com 5%, à frente da jornalista liberal Ksénia Sobtchak, com 01 a 02%.

A última semana de campanha foi marcada pela tensão entre Moscovo e o Ocidente, devido ao envenenamento, em Inglaterra, do ex-agente duplo russo Sergueï Skripal, e a sua filha.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório