Meteorologia

  • 18 JULHO 2018
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 23º

Edição

Estão a ser reveladas "mentiras e corrupção" após demissão de McCabe

O Presidente dos EUA, Donald Trump, considerou hoje que estão a ser reveladas "as tremendas fugas, mentiras e corrupção ao mais alto nível" do FBI e dos Departamentos de Estado e da Justiça.

Estão a ser reveladas "mentiras e corrupção" após demissão de McCabe
Notícias ao Minuto

19:54 - 17/03/18 por Lusa

Mundo Trump

O 'tweet' que divulgou hoje não forneceu mais detalhes, no entanto estes comentários surgem um dia após a demissão pelo procurador-geral Jeff Sessions do diretor-adjunto do FBI, Andrew McCabe, na sequência de uma recomendação dos assuntos internos da polícia federal norte-americana.

Há muito que McCabe era alvo da fúria de Trump, assinala a agência noticiosa Associated Press (AP). A sua demissão precede a divulgação de um relatório da um inspetor-geral onde se espera concluir que McCabe não foi solícito em assuntos relacionados com a investigação do FBI sobre os 'emails' de Hillary Clinton.

No 'tweet' que hoje divulgou, Trump também repetiu que não existiu qualquer conluio entre a sua campanha presidencial de 2016 e a Rússia. O assunto está sob investigação e entregue ao procurador especial Robert Mueller.

Andrew McCabe foi demitido a pouco mais de um dia de se reformar, uma decisão que lhe retira parte da sua pensão.

Ao justificar a decisão, Jeff Sessions também esclareceu que uma investigação interna do FBI e do Departamento de Justiça concluiu que McCabe deu informações, de forma não autorizada, a meios de comunicação social e não foi franco, mesmo sob juramento, em múltiplas ocasiões.

Concretamente, o número dois teria permitido a divulgação de informação relativa a uma investigação sobre doações recebidas pela Fundação Clinton, de que fazia parte a democrata Hillary Clinton, que disputou as presidenciais de novembro de 2016 com o republicano Donald Trump, que saiu vencedor.

Ainda de acordo com a AP, Andrew McCabe detinha em sua posse notas relacionadas com Trump e similares às que foram recolhidas pelo ex-chefe do FBI James Comey, despedido em maio de 2017, e onde se detalhavam diversas comunicações entre ambos.

A AP precisou não ser claro se algumas das notas de McCabe foram entregues a Robert Mueller, ou requeridas pelo procurador especial, que para além das alegadas conexões com a Rússia durante as presidenciais também investiga uma possível obstrução à justiça.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.