Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Guarda-costas do 1.º ministro morto em missão de reconhecimento

Um general iraquiano, encarregado de assegurar a proteção do primeiro-ministro, foi hoje morto, durante um confronto com milicianos, quando preparava uma viagem do chefe do governo, informaram vários dirigentes e o próprio executivo.

Guarda-costas do 1.º ministro morto em missão de reconhecimento
Notícias ao Minuto

22:43 - 13/03/18 por Lusa

Mundo Iraque

O general Chérif Ismail, das forças especiais, dirigia-se de Bagdade para a província de Ninive, da qual a cidade de Mossul é a principal cidade, na véspera de uma possível visita do primeiro-ministro Haider al-Abadi, indicou à agência AFP um dirigente dos serviços de segurança de Samarra, a norte de Bagdade.

"Começou uma discussão verbal com combatentes da Saraya al-Salam" (Brigadas da Paz, em Árabe), grupo armado dependente do influente líder xiita Moqtada Sadr, acrescentou, sob anonimato.

A coluna retomou depois o seu percurso até que, num posto de controlo à saída de Samarra, a uma centena de quilómetros de Bagdade, "começaram confrontos entre os membros do Saraya al-Salam e a escolta do general", continuou.

"O general foi morto e três dos seus homens ficaram feridos", acrescentou.

O gabinete do primeiro-ministro confirmou em comunicado a morte do general Ismail, indicando que Abadi tinha "ordenado a abertura imediata de um inquérito".

No texto, onde não se menciona a deslocação de Abadi à província de Ninive, aludiu-se a "tiros vindos de combatentes indisciplinados", sem identificar qualquer grupo armado.

Estas violências ocorrem dois meses exatamente antes das eleições legislativas, a propósito das quais os comentadores têm colocado a possibilidade de uma aliança entre Abadi e Sadr.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório