Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2018
Tempo
26º
MIN 25º MÁX 28º

Edição

União de Zanzibar com a Tanzânia contestada na Justiça

Um grupo de militantes defensores do separatismo do arquipélago semi-autónomo de Zanzibar, no oceano Índico, apresentou uma ação judicial num tribunal regional leste-africano para contestar a união das ilhas com a Tanzânia, concretizada em 1964.

União de Zanzibar com a Tanzânia contestada na Justiça
Notícias ao Minuto

12:10 - 15/02/18 por Lusa

Mundo Tribunal

Citado pela agência noticiosa France Presse (AFP), Rashid Salum Adiy, líder do Direito de Zanzibar à Liberdade e à Autonomia (ZARFA), organização que não é reconhecida pelas autoridades tanzanianas, disse ter conseguido obter 40.000 assinaturas para denunciar um acordo que, considerou, é "largamente desfavorável" ao arquipélago.

Adyi, antigo militante do partido no poder na Tanzânia, é conhecido por ter organizado, no passado, várias manifestações para contestar uma união que considerou "política" e "sem base legal", prejudicial aos interesses de Zanzibar.

"Com as provas que dispomos, defendemos que a união não tem qualquer base legal. É meramente política e não tem em conta os interesses dos cidadãos", afirmou Adyi à AFP.

O Tribunal de Justiça da África Oriental, com sede em Arusha, norte da Tanzânia, marcou a primeira audiência para 08 de março próximo.

O sistema político tanzaniano acordou a Zanzibar uma larga autonomia, com o arquipélago a dispor de um Governo e Parlamento próprios.

No entanto, vários partidos da oposição pedem há vários anos o regresso à independência que viveram por poucos meses no início de 1964, antes da união com o território de Tanganica, dando origem à República Unida da Tanzânia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.