Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Países vão dar 30 mil milhões de dólares para reconstruir Iraque

Os países reunidos na Conferência de Doadores para a Reconstrução do Iraque, no Kuwait, comprometeram-se a dar 30 mil milhões de dólares para ajudar o país, devastado após a guerra contra o Estado Islâmico.

Países vão dar 30 mil milhões de dólares para reconstruir Iraque
Notícias ao Minuto

17:48 - 14/02/18 por Lusa

Mundo Médio Oriente

O valor fica muito abaixo dos 88,2 mil milhões de dólares que Bagdade afirma serem necessários.

A Turquia foi o país que se comprometeu a dar a maior quantia, num total de cinco mil milhões de dólares em crédito para o Iraque. Já o emir que governa o Kuwait disse que o seu país contribuirá com mil milhões em linhas de crédito e outros mil milhões em investimentos diretos.

A Arábia Saudita comprometeu-se com 1,5 mil milhões enquanto o Fundo Árabe, baseado no Kuwait, disse que o Iraque vai receber 1,5 mil milhões de dólares em ajuda para as infraestruturas nos próximos anos.

Por outro lado, o Qatar - envolvido numa crise diplomática com um quarteto de países árabes, liderado pela Arábia Saudita - comprometeu-se a dar mil milhões ao Iraque. Os Emirados Árabes Unidos puseram de lado 500 mil euros, tal como o Banco de Desenvolvimento Islâmico.

Entre as potências ocidentais, a Alemanha comprometeu-se a ajudar com 500 milhões de euros (617 milhões de dólares) enquanto a União Europeia vai dar 400 milhões euros (494 milhões de dólares).

Os Estados Unidos, que mantém um envolvimento militar no Iraque desde que invadiu o país, em 2003, não deram qualquer ajuda diretamente na Conferência no Kuwait. No entanto, Washington prevê conceder mais de três mil milhões de dólares em linhas de crédito empréstimos e outros tipos de financiamento, mas a empresas norte-americanas que queiram investir no Iraque.

O donativo do Kuwait foi a mais surpreendente da Conferência, uma vez que há pouco menos de 30 anos o Iraque - então liderado por Saddam Hussein - invadiu o país, uma das nações mais ricas em petróleo do mundo.

O Iraque ainda deve ao Kuwait verbas em reparação de guerra por causa da invasão de 1990.

"Esta grande assembleia de comunidades internacionais que aqui está hoje reflete a grande perda que o Iraque sofreu ao enfrentar o terrorismo", disse o Sheikh Sabah Al Ahmad Al Sabah, o emir do Kuwait, de 88 anos.

O Iraque, disse, "não poderá começar a sua missão de reconstrução sem apoio". "É por isso que estamos aqui todos, de todas as partes do mundo, para estar ao lado do Iraque", concluiu o Sheikh.

Bagdade já disse que precisa de angariar 88,2 mil milhões de dólares junto dos doadores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.