Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2018
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

Professora detida nos EUA por questionar aumento de membro da direção

Deyshia Hargrave recordou na reunião que os professores e restantes funcionários da escola já não eram aumentados há anos. Polícia não permitiu que continuasse a falar na reunião e prendeu a professora.

Notícias ao Minuto

10:28 - 10/01/18 por Fábio Nunes 

Mundo Polémica

Uma professora foi detida numa reunião de uma escola secundária em Vermilion, no Louisiana, Estados Unidos, esta segunda-feira. Deyshia Hargrave falou numa reunião com os membros da direção e mostrou o seu descontentamento para com a ideia de aumentarem Jerome Puyau, um dos membros daquela direção escolar, de acordo com o The New York Times.

A professora recordou que os professores e os funcionários da escola já não eram aumentados há vários anos. “Eu sinto que é um estalo na cara dos professores, dos trabalhadores da cantina e de qualquer funcionário que tenhamos”, disse.

Mas apesar da sua contestação e da de outros professores e encarregados de educação, a direção aprovou o aumento de Jerome Puyau.

Deyshia voltou a falar. “Como é que vai aceitar este aumento quando as turmas cresceram para 29 alunos?”, perguntou. “Como é que vai aceitar este dinheiro, porque é basicamente tirado do bolso dos professores”.

Foi nesta altura que um polícia municipal, que trabalha na escola, abordou a professora e lhe pediu para sair da sala, ameaçando retirá-la à força. Deyshia resistiu e perguntou se levantar-se era contra a política escolar. Nessa altura, o polícia tentou agarrá-la no braço. A professora saiu da sala e foi imediatamente detida.

O polícia levou-a para fora da escola e os dois continuaram a conversar junto a um carro da polícia de Abbeville. Deyshia Hargrave questionou o motivo da detenção e o polícia disse que a prendeu por ter tentado resistir a sair da escola.

No exterior, juntaram-se algumas pessoas que estavam na sala que também tentaram perceber o motivo da detenção da professora. Em resposta, o polícia também ameaçou prendê-las.

Ainda não se sabe se o polícia será castigado pela sua atitude.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório