Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Mensagem do chefe do Governo de Macau destaca solidariedade e entreajuda

O chefe do Governo de Macau destacou hoje, na mensagem de Ano Novo, o "espírito de tolerância e entreajuda" da população, que permitiu vencer "profundas provações" após a passagem pelo território do tufão Hato, em agosto.

Mensagem do chefe do Governo de Macau destaca solidariedade e entreajuda
Notícias ao Minuto

11:07 - 31/12/17 por Lusa

Mundo Ano Novo

"Em 2018 iremos desenvolver, prioritariamente, a construção de um mecanismo eficiente de longo prazo para a prevenção e redução de desastres, e optimizar as construções urbanas. Iremos promover faseadamente medidas de curto, médio e longo prazo, que permitirão o reforço geral do mecanismo de resposta a emergências e o aumento da consciência da população sobre a segurança em prol da construção, em vários aspectos, de uma cidade segura", sublinhou Chui Sai On, na sequência dos "ensinamentos profundos" adquiridos.

O Hato, o tufão mais forte a atingir o território em mais de 50 anos, causou dez mortos, mais de 240 feridos e avultados prejuízos.

"Foi uma provação árdua, mas graças às qualidades tradicionais da sinceridade e da determinação dos cidadãos, e imbuídos de um espírito de tolerância e de entreajuda, unimo-nos todos e ultrapassámos esta situação difícil", afirmou.

Chui Sai On destacou ainda o apoio do Presidente chinês, Xi Jinping, do Governo Central, e da Guarnição em Macau do Exército de Libertação do Povo Chinês, que saiu à rua pela primeira vez em 18 anos, desde a transferência do exercício da soberania de Portugal para a China, para ajudar nos trabalhos de socorro e recuperação.

O chefe do Governo sublinhou também as "vantagens institucionais decorrentes do princípio 'um país, dois sistemas'" para garantir a recuperação económica, a estabilidade contínua das finanças públicas e do emprego.

O responsável acrescentou que o Governo de Macau tem vindo a "assegurar a consolidação e o aperfeiçoamento contínuo dos cinco mecanismos eficientes de longo prazo relativos ao sistema da Segurança Social, da habitação, da educação, dos serviços médicos e da formação de quadros qualificados, e a dar continuidade à implementação de diversas medidas em prol do bem-estar dos cidadãos".

O chefe do Governo de Macau acentuou o trabalho desenvolvido ao longo de 2017 para "impulsionar a integração de Macau no desenvolvimento" chinês, "atendendo às necessidades do país e potenciando as vantagens próprias" da Região Administrativa Especial.

Chui Sai On enumerou assim a criação da Comissão de Trabalho para a Construção de «Uma Faixa, Uma Rota», o empenho no desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, de Macau enquanto 'Centro Mundial de Turismo e Lazer' e como 'Plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países de língua portuguesa'.

"É fundamental que contemos com o apoio da Pátria para podermos manter a prosperidade e a estabilidade de Macau", afirmou.

"Continuaremos a actuar em estrito cumprimento da Constituição e da Lei Básica e a zelar pela defesa de 'um país', aproveitando as vantagens do segundo sistema e promovendo a nossa integração no desenvolvimento nacional. Esforçar-nos-emos pelo reforço da competitividade de Macau, garantindo que o princípio 'um país, dois sistemas' é desenvolvido em Macau de forma sólida e sustentável", concluiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório