Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Mugabe falou e não mencionou qualquer saída. Destituição irá prosseguir

Robert Mugabe, com 93 anos de idade, foi destituído do partido que lidera há 37 anos.

Mugabe falou e não mencionou qualquer saída. Destituição irá prosseguir
Notícias ao Minuto

19:41 - 19/11/17 por Anabela de Sousa Dantas com Lusa

Mundo Zimbabué

Robert Mugabe terminou, este domingo, um discurso ao país onde não fez qualquer menção a uma saída da liderança do partido União Nacional Africana do Zimbabué - Frente Patriótica (ZANI-PF), conforme era esperado. Fontes próximas do presidente avançaram, inclusive, a agências noticiosas internacionais que este renunciaria à presidência do país.

Durante o discurso, porém, o estadista, que estava ladeado por militares, indicou ainda que irá presidir ao Congresso nas próximas semanas, ignorando que tem até amanhã para se demitir do cardo de Presidente, sob pena de ser alvo de um processo de destituição.

Recorde-se que Robert Mugabe, de 93 anos, foi este domingo destituído pelo seu próprio partido após 37 anos de liderança. Emmerson Mnangagwa, vice-presidente que foi demitido por Mugabe há duas semanas, será o seu sucessor.

Além de passar a assumir a liderança do partido, Emmerison Mnangagwa foi também indicado, pelo partido no poder, para as eleições presidenciais do Zimbabué.

No discurso, Robert Mugabe afirmou que, apesar da crise política que se vive nos últimos dias, "os pilares do Estado permaneceram funcionais" e que o país precisa "voltar à normalidade".

Apesar de a economia estar a passar por um "período difícil", o ainda Presidente do Zimbabué disse que "o Governo mantém-se comprometido em melhorar as condições sociais e materiais do povo" zimbabueano.

Na passada quarta-feira, as forças armadas detiveram Robert Mugabe, de 93 anos, e a mulher, Grace Mugabe, e garantiram o controlo de todas as instituições governamentais.

A ação político-militar teve as características de um golpe de Estado, uma vez que foram também detidos ou colocados sob prisão domiciliária grande parte dos membros do executivo.

Grace Mugabe foi também expulsa, "para sempre", do mesmo partido, bem como os ministros da Educação Superior, Jonathan Moyo, e das Finanças, Ignatius Chombo, próximos de Mugabe.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório