Meteorologia

  • 25 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Polícia chinesa detém suspeitos de encarcerar apostadores na Birmânia

A polícia de Xangai deteve seis pessoas por alegadamente levarem chineses a jogar num casino da Birmânia e os manterem ilegalmente encarcerados até ao pagamento das dívidas contraídas no jogo, informou hoje um jornal local.

Polícia chinesa detém suspeitos de encarcerar apostadores na Birmânia
Notícias ao Minuto

06:21 - 15/11/17 por Lusa

Mundo China

Os apostadores entravam ilegalmente na Birmânia, através da província chinesa de Yunnan, no extremo sudoeste do país, segundo o jornal Shine.

Após perderem dinheiro no casino birmanês, gerido clandestinamente, os chineses eram acorrentados numa casa, vigiados por guardas armados e torturados até pagarem as suas dívidas, de acordo com o jornal, que cita fontes da polícia de Xangai, a "capital" económica da China.

A polícia recebeu a primeira denúncia em dezembro passado, quando uma mulher, identificada como Wang, conseguiu escapar do cativeiro.

Wang contou às autoridades que foi persuadida a viajar ilegalmente para a Birmânia para jogar num casino, durante uma viagem a Yunnan, e acabou por perder 250.000 yuan (32.000 euros).

A mulher disse que foi espancada e forçada a tirar fotografias "impróprias", mas conseguiu escapar quando a polícia local foi até à casa onde estava encarcerada.

O responsável pelo esquema, um residente em Xangai identificado como Wu, não tinha ainda sido detido, segundo o jornal.

Os jogos de fortuna e azar estão proibidos na China continental, onde é também proibido aos agentes organizarem grupos com mais de dez cidadãos chineses para apostar além-fronteiras.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório