Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Angariados 61 mil euros para mulher que mostrou dedo do meio a Trump

Publicação da imagem com o gesto nas redes sociais fez com que Juli Briskman fosse despedida. No entanto, não estará arrependida de ter demonstrado a sua ‘desaprovação’. por Trump.

Angariados 61 mil euros para mulher que mostrou dedo do meio a Trump
Notícias ao Minuto

12:50 - 14/11/17 por Fábio Nunes

Mundo EUA

Há algumas semanas Juli Briskman, de 50 anos, saltou para a ribalta por ter mostrado o dedo do meio a Donald Trump quando a caravana onde seguia o presidente passou junto a si. A imagem foi captada por fotógrafos que acompanhavam a caravana presidencial.

Mas o gesto teve repercussões negativas, tendo sido despedida no final do mês passado. Agora uma campanha criada na página GoFundMe já conseguiu angariar mais de 72.300 mil dólares (mais de 61 mil euros) para Juli Briskman.

Rob Melo, que criou a campanha online, disse ao Huffington Post que “Juli Briskman é uma inspiração para todos nós”. Mais de 2.500 mil pessoas já doaram dinheiro.

Briskman considerou injusta razão que levou ao seu despedimento. A empresa onde trabalhava, a Akima, alegou que Juli violou a política de redes sociais da empresa ao publicar no seu Facebook e no seu Twitter a fotografia do momento em que faz o manguito ao líder norte-americano.

“Basicamente não se pode publicar coisas ‘indecentes’ ou ‘obscenas’ nas redes sociais. Eles consideraram que fazer-lhe o manguito foi ‘obsceno’”, disse ao Huffington Post.

Juli considera que foi tratada de forma diferente de outros colegas que fizeram publicações nas redes sociais onde usavam linguagem vulgar. Mas não se arrepende de ter mostrado o dedo do meio a Trump.

“Acho que temos um problema neste país”, afirmou numa entrevista à NBC.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório