Meteorologia

  • 22 ABRIL 2018
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Demissão de ministra da Administração Interna (também) é notícia lá fora

A imprensa de várias partes do mundo está, esta quarta-feira, a noticiar a demissão da ministra Constança Urbana de Sousa.

Demissão de ministra da Administração Interna (também) é notícia lá fora
Notícias ao Minuto

18:33 - 18/10/17 por Sara Gouveia

Mundo Imprensa

A notícia da demissão da Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, em sequência dos incêndios que voltaram no passado fim de semana a assolar o país, também tem sido notícia nos meios de comunicação estrangeiros.

Com o título ‘Incêndios em Portugal: Ministra demite-se ao mesmo tempo que o Governo enfrenta desafios’, a BBC descreve a demissão de Constança em sequência das dezenas de pessoas que morreram nos fogos florestais.

Relatam a carta de demissão enviada pela ministra e citam que se terá demitido para “preservar a dignidade”. O artigo relembra as 42 pessoas que morreram e os feridos na tragédia deste fim de semana. As palavras do Presidente da República no discurso feito, ontem em Oliveira do Hospital, são também referidas, afirmando que Marcelo Rebelo de Sousa nomeou o Parlamento para decidir se o Governo deveria ou não continuar em funções.

Referem ainda que António Costa aceitou a demissão da ministra, “apesar de anteriormente ter recusado despedir algum dos seus ministros”.

Também o jornal económico Financial Times (FT) fez referência à demissão. Num artigo denominado ‘Ministra da Administração Interna portuguesa demite-se depois de criticas sobre as mortes nos fogos florestais’, o FT conta que a ministra portuguesa se demitiu depois do Governo de António Costa ter enfrentado críticas sobre a resposta dada aos incêndios que mataram mais de 100 pessoas nos últimos quatro meses.

No artigo explicam que Costa recebeu o pedido de demissão de Constança Urbano de Sousa “em termos que não podia rejeitar” e que a decisão da ministra teria surgido depois do Presidente ter “pedido indiretamente alterações no Governo devido aos incêndios”. Acrescentam ainda, que a “oposição de centro-direta” pediu uma moção de censura ao Governo pela resposta dada aos incêndios, mas que “o apoio ao Sr. Costa por parte dos partidos mais pequenos de esquerda deve garantir, provavelmente, a derrota da moção”.

O jornal alemão Deutsche Welle retrata a mesma situação em ‘Ministra da Administração Interna demite-se no rescaldo dos incêndios florestais em Portugal’, explicando que a ministra pediu a demissão na sequência das duras críticas sobre a forma como lidou com os dois incêndios florestais (Pedrógão e os mais recentes incêndios de domingo) que em conjunto mataram mais de 100 pessoas nos últimos meses. Fazem uso de várias partes da carta de demissão de Constança Urbano de Sousa para explicar a situação e recordam que também o Governo enfrenta pedidos de demissão.

Também outros meios de comunicação como a Bloomberg, o Los Angeles Times e a Fox News, bem como o Indian Express ou o Turkey Telegraph fizeram notas sobre o caso português nas suas páginas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.